Desfiles

Carlos Tufvesson propõe festa para um verão feliz

FERNANDA SCHIMIDT
Enviada especial ao Rio

"Estamos vivendo um momento muito carregado. Tive um desejo escapista, de falar de amor, de quando éramos felizes", explicou o estilista Carlos Tufvesson do backstage sobre sua coleção desfilada nesta segunda-feira (8), no Fashion Rio.

Para ele, felicidade vem por meio das festas, de "se jogar na balada, é o espírito Studio 54" - na passarela, "disco balls" de diferentes tamanhos faziam parte do cenário. Desta forma, o estilista, que costumava danças nas boates Dr. Smith e Hipopótamo, investiu nas cores, com forte presença do roxo, amarelo, verde, rosa e vermelho, em looks lisos ou de estamparia digital mesclada.

  • Alexandre Schneider/UOL

    Juliana Imai, Flávia Oliveira, Viviane Orth e Barbara Berger com looks psicodélicos

O desfile começou com aplausos, por conta do excessivo atraso - uma fileira de convidados foi preenchida só após o vídeo de apresentação da marca, que pertencia ao governador carioca Sérgio Cabral, o prefeito Eduardo Paes e suas comitivas.

No próximo verão, os vestidos do estilista vêm curtos e ajustados ao corpo, em tomara-que-caia (como o brocado pink de Lais Oliveira) e com ombros assimétricos (vestido com detalhe verde e estampa de minipaetês multicoloridos de Juliana Imai ou o final de Flávia Oliveira, com estampa de estrelas e detalhe plissado). Looks ganharam uso eventual de meia-calça rasgada, em referência ao pós-festa.

Os tecidos priorizaram os cetins, organzas e georgetes, com alguns looks recebendo uso do tule, como no vestido verde de Gracie Carvalho com camadas amarelas por baixo do cetim, enquanto outros vinham revestidos por paetês também estampados - caso vestido de Viviane Orth ou o short de Barbara Berger, ao fim da apresentação.

Procurando fugir do visual cabelo liso - "fica todo mundo muito igual", reclamou o estilista - as modelos tiveram os fios ultra-armados. Placas de espelhos em pulseiras, colares e cintos completavam as produções.

No final do desfile, enquanto agradecia o público, Carlos Tufvesson parou para dar um beijo em sua avó Maria Luiza, de 86 anos, na primeira fila.

Topo