Desfiles

Gloria Coelho evoca Universo conceitual: "Desfile é sonho", diz

CAROLINA VASONE
Editora de UOL Estilo

"Se fosse apresentar coisas comerciais, seria muito chato. Desfile é sonho", disse Gloria Coelho nos bastidores, antes de seu desfile começar, abrindo o sábado de SPFW no espaço de eventos do shopping Iguatemi (SP).


Ao considerar esta declaração da estilista - uma das criadoras mais importantes da moda brasileira -, dá para entender o percurso que criou em sua apresentação, com roupas mais conceituais e experimentais para o verão 2009/10. Inspirada pelo Universo (ou talvez o "Universo em desencanto", parafraseando Tim Maia para realçar uma intepretação talvez um pouco melancólica do tema), Gloria Coelho usou como base a forma arredondada dos planetas, as estrelas em estampas e aplicações de paetês, o olho em uma das mais bonitas peças da coleção, o vestido em preto e branco usado por Isabeli Fontanta, recortado no peito com material vinilizado e bordados de tecido acolchoado (como fuxicos modernos) em bolas brancas com bolas pretas no centro.

Os recortes, tanto vazados deixando a pele à mostra, quanto usados com tecidos transparentes (que também revelavam a pele, em seguida), apareceram bastante na coleção, com destaque para os belos paletós do início do desfile, com frisos que realçavam o desenho recortado, em combinações de preto e branco e azul e preto. Na parte de baixo, leggings justas, peças características da marca mas nem sempre tão fáceis de serem usadas na vida real com partes de cima tão curtas (embora o desfile seja declaradamente mais conceitual que comercial, impossível não pensar no uso das roupas).

Num outro momento, os vestidos curtos, com base justa de estampa ou bordado de estrelinha e sobreposição de organza, com faixa de cetim dando a volta no corpo, faziam menção aos planetas, neste caso do modelo em cinza, a Saturno.

Com direção artística dividida com o filho Pedro Lourenço, Gloria Coelho também usou faixas de seda pura estruturadas por elásticos, criação de Pedro, em peças do final da apresentação, algumas um pouco difíceis demais, outras interessantes, como o vestido tomara-que-caia prata com as faixas que, assimétricas na lateral, criavam aspecto de movimento.

Nos pés, sapatos cobertos por neoprene com saltos redondos faziam alusão à "garota Pokémon" símbolo da coleção (leia mais no post do blog de UOL Estilo no SPFW).

Topo