Moda

Museu de Nova York faz exposição que explora ligações da moda e o poder

Da Redação

O museu do Instituto de Tecnologia da Moda (FIT, na sigla em inglês) promove até o dia 7 de novembro uma exposição que explora as ligações entre as roupas e o poder.

  • Detalhe do tailleur Mao, da estilista chinesa radicada nos EUA Vivienne Tam; o vestido está na exposição "Fashion & Politics", em Nova York, até novembro


"Fashion & Politics" se debruça sobre os últimos 200 anos de história para mostrar como a moda é inluenciada por decisões governamentais, e como ela também é um instrumento de difusão de ideias políticas, como igualdade de direitos, lutas sociais e feminismo.

Uma das peças mais antigas da mostra, é uma bolsinha francesa de tecido, do século 19, que traz bordado o slogan: "Guerre de Sucre", ou "guerra de açúcar", uma referência provocativa à disputa que se travava à época pela supremacia do tráfico de açúcar.

Corpetes, anáguas e roupas de baixo da época da Guerra de Secessão (1861 - 1865) davam um apoio "íntimo" aos soldados ao ecoar a cor de seus uniformes: cinza para Confederados (do Sul), azul para a União (Norte).

No século 20, o auge da propaganda política por meio da moda aconteceu na década de 60, representada na exposição por uma peça de Oscart de La Renta, em apoio a Kennedy, e os minivestidos de papel, com estamparia pop, usados tanto por eleitoras que apoiavam Nixon quanto aquelas que preferiam seu opositor, Hubert Humphrey.

A moda atual também é enfocada. Há uma seção dedicada ao patriotismo, que traz o vestido de bandeira americana usado por algumas celebridades logo após os ataques de 11 de setembro, e o "vestido Obama", lançado há duas temporadas por Jean Charles de Castelbajac.

A mostra traz também um vestido da coleção do verão 2009 de Alexandre Herchcovitch, que tem uma estrutura militar na frente e rufos "românticos" atrás, e que, segundo os curadores da exposição, alude "à dualidade --e talvez confusão-- que vivevmos hoje em dia".

O museu do FIT fica no Instituto de Tecnologia da Moda, na esquina da 7ª avenida com a rua 27.

(Com agências internacionais)

Topo