Moda

"Sempre fui forte e fiz todos os desfiles de Paris", diz Raquel Zimmermann sobre polêmica da magreza

FERNANDA SCHIMIDT

Do prédio da Bienal

A polêmica da hipermagreza das modelos voltou à tona após reportagens publicadas nesta quarta-feira (20) pela Folha de S. Paulo. A modelo Raquel Zimmermann, exclusiva do desfile da Animale e atual top nº1 do mundo, comentou o assunto em entrevista ao UOL Estilo.

  • Alexandre Schneider/ UOL

    Top n° 1 do mundo, Raquel Zimmermann desfila para a Animale no SPFW Inverno 2010

“Não acho que eu seja uma modelo supermagra. Sempre fui forte, com músculos. E sempre fiz todos os desfiles de Paris", disse a top, que faz desfiles para marcas como Chanel, Hermès, Dior, Fendi, Gucci e Alexander McQueen. Raquel contradiz as justificativa de estilistas e agentes, que na reportagem diziam optar por modelos mais magras por seguir os padrões de beleza do mercado internacional. "Não entendo por que as pessoas falam isso", completou ela.
 


Raquel, segundo dados de sua agência internacional, mede 61cm de cintura, e 86,4cm de busto e quadril, espalhados ao longo de 1,78m de altura. Ela afirmou ainda nunca ter sentido pressão por um físico mais fino, mesmo no início da carreira. Seu extenso currículo começou aos 14 anos, em Porto Alegre, de onde foi para o Japão e, logo em seguida, Paris. “Tenho sorte, graças a Deus. Geneticamente, os meus pais são altos e magros. Sempre comi bem e tenho uma vida ativa. Meu metabolismo é rápido”, disse.
 


Ela, no entanto, sente que preocupações com a aparência são algo constante entre modelos ou mesmo não modelos. Mas aponta o lado saudável-atlético da questão. Conheço pessoas que não são modelos e falam que precisam se exercitar. É um papo normal. Sou a primeira a falar para darmos uma corrida na praia".


Em coletiva horas antes, a top afirmou ser a favor das modelos saudáveis. "Sempre fui contra modelo esquelética. Acho que modelo tem de ser saudável, comer bem, se exercitar e, assim, ter um corpo bonito", disse ela, que acredita no café-da-manhã como a refeição mais importante do dia. E o que come a top número 1 do mundo no desjejum? "Ovos mexidos com bacon, suco de laranja e café", contou.

Topo