Moda

Consumidoras da Versace: o estilo "perua-glam" no desfile da grife italiana

JULIANA LOPES

Colaboração para o UOL, de Milão

Cabelos sempre compridos, casacos de pele, coletes volumosos, estampas de animais, sandálias de salto (mesmo no frio), botas longas, muito brilho e um celular sempre à mão, quando não estão reunidas em grupo. Este é o estilo mais visto no desfile da Versace em Milão.

  • Juliana Lopes/UOL

    Com casaco de pele e estampa coordenada de animais, modelo russa Oxana Fedorova inspira-se no estilo mulher-Versace

O perfil é o que no Brasil, se aproximaria de uma “mulher-Daslu”, típica bem nascida, produzida e sempre ligada num estilo de moda exageradamente sexy. Não basta seguir a moda, para essas mulheres parece ser necessário seguir uma moda que exponha as curvas, alongue as pernas, mostre o corpo e ostente visualmente o poder econômico. Pelo menos é o que aparece de mais marcante na plateia do desfile da Versace.

 

Na passarela, moças muito jovens em vestidos cheios de fendas e cabelos esvoaçantes. No público, gente de todas as idades, mas o tipo mais presente é o da tal mulher-Versace, geralmente acima dos 40 e consumidora também de bolsas Chanel e itens Dolce & Gabbana.

 

A modelo russa Oxana Fedorova, que foi destronada (ou se destronou) do título de Miss Universo 2002 por quebrar regras de conduta do concurso, diz-se uma típica mulher-Versace. “Muito bonita, sexy e, claro, inteligente”, disse ela, mostrando seu look brilhante com botas de onça da Dolce&Gabbana. “Hoje, por acaso, não estou vestindo nada da Versace, mas eu adoro, reflete o meu tipo”, disse ao UOL. 

Topo