Moda

Aprenda a usar relógios casuais e esportivos

De todas as joias e acessórios que um homem pode usar, talvez o relógio seja aquele que aparentemente não tem erro, ao contrário de correntes, pulseiras e anéis, correto? Em termos. Vale a pena prestar atenção em algumas dicas, antes de exibir seu modelo esportivo de última geração com múltiplas funções.

Relógio casual com mostrador analógico, pulseira em aço e caixa marrom da Tag Heuer para H.Stern (R$ 8.250)

FOTOS: VEJA SUGESTÕES DE RELÓGIOS

1. Escolha seu relógio de acordo com seu estilo de vida

Sabemos que certas marcas são icônicas como Vacheron Constantin, Rolex, Audemars Piguet, Patek Philippe, Breitling. Elas são como Rolls Royce, Ferrari, Jaguar e Lamborghini do mundo dos relógios. Além da tradição e qualidade, estas marcas são como um certificado de garantia de bom gosto, estilo e elegância, mas têm um custo muito alto e são alvos certeiros de ladrões em sinais de trânsito.

Existem muitas marcas e modelos no mercado com preços mais acessíveis e qualidade excelente. O que o homem precisa saber é que, além da relação custo-benefício, relógios têm a ver com a roupa e o ambiente em que são usados.

Se seu trabalho exige roupas formais, não fica bem usar um modelo esportivo com cronógrafo e pulseiras emborrachadas, por exemplo. Opte por relógios mais simples, com pulseira de couro ou metal e que se encaixem bem sob a manga da camisa e do paletó.

Hoje em dia, no entanto, muitos homens não precisam usar terno e gravata para trabalhar, o que provoca ainda mais dúvidas na hora de escolher a roupa e o acessório correto. Neste caso, existe uma variedade muito grande de relógios, desde os com design mais simples, até os mais esportivos. As pulseiras podem ser de metal, couro, emborrachada, e até colorida.

A regra é simples. Quanto mais coloridos e com mais funções, mais esportivos eles serão. Por serem mais chamativos, devem ser usados com cuidado em ambientes de trabalho, mesmo nos mais casuais. Os modelos mais simples e de cores sóbrias tendem a ser mais casuais por não chamarem tanta atenção e podem ser usados por homens de qualquer idade no ambiente de trabalho menos formal.

Os loucos por design também têm várias opções de relógios com diferentes mostradores, como aqueles que substituíram os ponteiros por leds ou trazem desenhos especiais.

 

2. Saiba adequar o tamanho do relógio

Da mesma forma que você escolhe o tamanho da camisa e da calça, saiba que também existe um tamanho adequado de relógio para seu tipo físico. Se você for do tipo grande, um relógio com pulseiras mais finas ou com mostrador pequeno pode parecer feminino no seu pulso.

Assim como, se você é do tipo pequeno, não adianta compensar usando relógios grandes e que ficam soltos no pulso. O ideal é que a pulseira do relógio fique ajustada, mas sem prender a circulação ou marcar a pele.

Relógio esportivo-casual preto com detalhes em laranja e branco e pulseira emborrachada, da Mido (R$ 4.970)

FOTOS: VEJA SUGESTÕES DE RELÓGIOS

3. Cada pulseira, uma sentença

A pulseira do relógio é tão importante quanto o mostrador. Os modelos com pulseiras de couro geralmente são os mais tradicionais. Existem vários tipos, desde os lisos pretos e marrons até os com textura de couro de animais. O couro, quando utilizado com mostradores de relógios modernos ou esportivos, ganha um tom mais casual.

Os de pulseira de metal são bem versáteis e duráveis. As melhores são as prateadas que não chamam tanta atenção quanto às douradas e podem combinar com um maior número de peças do seu guarda-roupa.

Depois dos relógios de ouro e de aço inoxidável, o titânio é a grande bola da vez. O titânio é um metal mais leve, 30% mais forte do que o aço e resistente à corrosão.

As pulseiras emborrachadas são bem esportivas e, dependendo do modelo da caixa do relógio, podem ser usadas em ambientes casuais, informais ou esportivos. Combinam com jeans ou com o esporte que você pratica ou admira.

 

4. Corda ou quartzo?

Esta é uma opção pessoal. Relógios mecânicos precisam, de tempos em tempos, que se dê corda manualmente e têm sua dose de charme retrô. Agora, se você for desatento, desista, porque em algum momento pode perder a hora.

Já os de quartzo têm uma oscilação de mais de 32.000 vibrações por segundo, que garantem uma precisão de tempo muito grande, perdendo por volta de 10 segundo por mês. A bateria destes modelos varia de um a dois anos, dependendo das funções que realizam.

Alguns modelos optam por mostradores modernos, com números diferenciados, como este casual com pulseira de couro azul e caixa arredondada, da Euro Relógios (R$ 225)

FOTOS: VEJA SUGESTÕES DE RELÓGIOS

5. Analógico ou digital?

Os relógios analógicos têm ponteiros e números que podem ser romanos ou arábicos, ou simplesmente pontos que indicam as posições das horas. É uma boa opção para homens clássicos e pode ser usada em ocasiões formais, dependendo do conjunto mostrador e pulseira.

Os digitais são aqueles em que números aparecem no mostrador, em vez de ponteiros. É uma opção moderna, que geralmente tem pulseira de metal ou emborrachada para combinar com o estilo "high tech" desta classe de relógios.

Há também os analógico-digitais que na mesma caixa apresentam uma parte com ponteiros e outra com números, geralmente encontrados em modelos para práticas de esportes específicos, como mergulho.

 

6. Cuidado com as alergias

Algumas pessoas desenvolvem dermatites de contato (alergia) que causam lesões avermelhadas e coceiras. Isto pode ocorrer no pulso, caso tenha reação alérgica as pulseiras de borracha, metal ou couro dos relógios.

Em caso de dúvida, consulte um dermatologista que poderá fazer um teste de contato e verificar qual material pode ser o responsável pela alergia.

 

DICA: Como pode perceber, um relógio mostra muito mais que horas. Ele revela seus gostos pessoais e sinaliza seu estilo. Não tenha pressa ao escolher seu modelo e, se possível, tenha no mínimo dois tipos de relógios: um mais tradicional para ocasiões especiais ou formais e um mais esportivo para eventos casuais e fim de semana.

 

Colaborou com a coluna Paula Baraldi

Topo