Moda

Viktor&Rolf faz "metamorfose" de camisas para o Verão 2011

CAROLINA VASONE

Enviada especial a Paris

Não há lista de guarda-roupa básico que não inclua uma camisa branca como item essencial da mulher contemporânea. Pois a marca Viktor&Rolf não se contentou apenas com uma; criou uma coleção inteira, a do Verão 2011 europeu, baseada na camisaria.

  • Getty Images

    Punhos de camisa se transformam em mangas de vestido da coleção de Viktor & Rolf

Quem conhece a dupla holandesa sabe, porém, que “básico” está longe de ser o melhor adjetivo para definir o estilo de Viktor Horsting and Rolf Snoeren. Os dois designers, que criam roupas e efemérides fashion desde 1993, são famosos pela provocação e pelo bom humor na passarela. Já desfilaram modelos com enormes travesseiros atrás da cabeça (inverno 2005-2006), realizaram “desfile-protesto” contra a velocidade da moda em roupas que integravam a palavra “não” (“NO”) em alto relevo (inverno 2008-2009) e chegaram a colocar modelos para desfilar com seus próprios holofotes pendurados em uma estrutura de ferro que usavam como um colete (inverno 2007-2008).

Desta vez, a brincadeira fica por conta da releitura da camisa, que assume os mais diferentes papéis. O acabamento do punho é o principal protagonista e vira barra da calça ajustada e curta. No primeiro look, transforma-se em enfeite de múltiplas mangas do vestido turquesa. No último modelo, também aparece maximizado na versão da “noiva” experimental da dupla, com várias camadas de babados na saia, suspensos como um leque (este recurso de suspensão do tecido, aliás, muito utilizado pela dupla, remete a um desfile de Issey Miyake nos anos 1970).

  • Reuters

    Noiva conceitual no final do desfile de Viktor & Rolf em Paris (02/10/2010)

Chemises (vestidos com abotoamento e características de uma camisa), túnicas, batas, vestidos de festa curtos e longos têm a camisaria como base. A padronagem de listras azuis claras, clássicas da vestimenta masculina, aparece na coleção, assim como versões em cetim de seda com ombros caídos, ou em outro momento com mangas curtas mais estruturadas em evidência, em looks que se alternam entre fantasia de passarela e possibilidade de dia-a-dia. Os tons de azul (claro, turquesa e royal), o laranja, o branco e o preto e o branco sozinho – este um clássico do verão, mas em profusão especial neste temporada – compõem a cartela de cores .

Topo