Moda

Piano, Ravel e inverno classudo fecham primeiro dia de Fashion Rio na Patachou

CAROLINA VASONE

Enviada especial ao Rio

Teria sido a primeira apresentação ao vivo de João Carlos Martins num desfile de moda. O pianista acabou optando por não tocar ao vivo e sim assistir da primeira fila à performance da Patachou, sonorizada por uma interpretação do artista gravada em um de seus shows na Europa. O "Concerto para Mão Esquerda", de Ravel, porém, foi sugestão do próprio e reforçou a atmosfera de mistério da coleção da Patachou inspirada nas mulheres dos filmes clássicos de suspense.

Sem o pianista, o piano de cauda preto, sozinho na sala de desfile, virou cenário. Em sua terceira coleção  à frente da grife mineira, Érika Frade apostou numa cartela de cores sóbria, de preto, azul e acinzentados, basicamente. Muitos drapeados, comprimento levemente acima do joelho e materiais nobres, como o jacquard de fio de seda, o devorê também de seda, além da renda e do tule, sempre muito femininos e sugestivos.

Levemente sensual, a mulher do inverno da Patachou, é, acima de tudo, classuda. Mas sem parecer envelhecida, com sapatos pesados que davam contemporaneidade ao look. Destaque também para o tricô, muito usado na coleção, só que tecido, ao invés de maquinado.  

Topo