Moda

British Colony fecha noite com saias longas, alfaiataria jovem e frescor carioca

CAROLINA VASONE

Enviada especial ao Rio

Em sua segunda coleção depois do retorno às passarelas de semanas de moda, o carioca Maxime Perelmuter reafirmou seu talento para criar moda novidadeira e jovem, numa mistura entre alfaiataria e "streetwear", com o arremate deste novo estilo despretensiosamente fashion com que os cariocas bem-informados andam se vestindo. 


Na passarela, as mulheres usam saias longas com tricôs ora justos, ora mais soltos e, apesar do comprimento mais formal, nunca parecem arrumadas demais. Os homens usam looks como o costume ajustado com calça curta, em bege quase caramelo, com um detalhe amarelo forte em cada ombro e mostram uma opção de calça e paletó ao mesmo tempo alinhada e contemporânea.


Com várias fases, o desfile usou muita combinação de azul com vermelho tanto na coleção masculina como na feminina, além do amarelo forte, do azul com cru, do verde com avermelhado e do bege esverdeado.


Na primeira parte da apresentação, as listras de pirulito em vermelho e branco se destacaram. Em seguida, estampas primitivas em azul e cru e também no bege esverdeado coloriram bermudas e blazers masculinos e saias e tops femininos. Uma breve parte monocromática chamou a atenção pelo belo look inteiro vermelho de vestido solto plissado com blazer comprido por cima, ambos exatamente no mesmo tom. No final, uma brincadeira com o smoking nos blazers bicolores masculinos em branco e preto, um deles com uma espécie de colete acoplado.

Topo