Moda

Mayana Moura invocada e Gianecchini desfilam inverno "hipster" da TNG

CAROLINA VASONE

Enviada especial ao rio

Dois atores globais da novela "Passione", camisas xadrez, jeans desgastados, sapatos oxford, chapéus retrôs masculinos de feltro. A inspiração era beatnik mas Mayana Moura - com cara de "Melina" brava, invocada -, Reynaldo Gianecchini e o casting da TNG incorporaram uma boa versão da marca para os chamados "hipsters".

O estilo é típico dos nova-iorquinos e nova-iorquinas alternativos e "cool", estilosos sem parecerem fazer muito esforço para isso, com guarda-roupa recheado de peças vintage, das camisas xadrez aos óculos de grau de acetato preto, incluindo aí os chapéus da TNG, os oxford. Frequentadores do universo das artes e da literatura (nem que seja para fazer pose), os "hipsters" são fãs da geração "beat" e de Jack Kerouac (autor de "On the Road"), assim como de Allen Ginsberg e de Patti Smith, todos referências para o Inverno 2011 da grife, por isso, a imagem da coleção não caiu longe de sua intenção inicial.

Na passarela, ótimos exemplos de como compor, com peças já conhecidas do guarda-roupa, um visual estiloso. Claro, há toques de design atual, como na saia godê jeans cinza de cintura alta com bolsos. Ou mesmo na cartela de cores de tons acertados de cinza. Ainda, os trench coats são corretos e as jaquetas, tanto masculinas quanto femininas, ganham charme com os grandes bolsos, em vários modelos trazidos do uniforme militar. As camisas bicolores com diferença de tom na manga comprida são uma boa sacada. E os chapéus e sapatos oxford, tanto para homens quanto para mulheres, se tiverem, na loja, a mesma qualidade da passarela, darão um bom "upgrade" no visual.

O já conhecido recurso de mistura de streetwear com alfaiataria foi bem exemplificado, como no uso do moletom cinza com a calça de alfaiataria em tom de cinza mais escuro no look masculino.

Topo