Moda

Em dia de pouca moda, exotismo de Lino Villaventura ganha destaque

Alexandre Schneider/UOL
Looks dos desfiles de Lino Villaventura, Jefferson Kulig, Do Estilista e Ana Salazar no SPFW imagem: Alexandre Schneider/UOL

CAROLINA VASONE

Editora de UOL Estilo

Se a segunda (31) foi um dia com boas notícias para a moda brasileira, o penúltimo dia do São Paulo Fashion Week trouxe poucas novidades fashion. A grife Do Estilista, comandada por Marcelo Sommer, revisitou a própria trajetória em vestidos sem novidade de moda ou de olhar sobre o próprio trabalho. A portuguesa Ana Salazar não acrescentou nada que a moda brasileira já não conheça, com momentos de tecidos de baixa qualidade e tendências já vistas, como as famigeradas tachas roqueiras. Já Jefferson Kulig exagerou nas estampas realistas de bichos.

Responsável pelo encerramento desta terça (1), Lino Villaventura impressionou por seus belos vestidos mais contidos em relação à grandiosidade teatral natural de suas coleções, mas também mais possíveis às mulheres que não frequentam tapetes vermelhos.

Topo