Moda

Gucci e batons escuros abrem semana de moda em Milão

 Juliana Lopes/ Montagem UOL
Convidadas da Gucci chegam vestidas com seus casacos de pêlo em estampa animal. À direita, elas usam meias-calças decoradas, que dão um ar bem humorado ao look. imagem: Juliana Lopes/ Montagem UOL

JULIANA LOPES

Colaboração para o UOL, de Milão

Desde a “famosa” confusão no calendário dos desfiles da semana de moda de Milão no ano passado (em que um suposto pedido da toda poderosa editora da Vogue América, Anna Wintour, transformou o evento de 7 dias em 3), a temporada de moda italiana nunca mais foi a mesma. Para melhor. A moda ficou mais democrática (se vê mais eventos abertos pela cidade) e todos os dias têm um desfile importante. O evento está equilibrado e o nome de sucesso do dia de hoje foi a Gucci.

  • Juliana Lopes/ UOL

    Convidada da Gucci tropeça enquanto atravessa a rua. Policial italiano tenta conter o trânsito causado pela agitação típica do desfile da marca.

 

A Gucci é capaz de parar não só um quarteirão, mas, no mínimo, uns dez. Parece que a cidade inteira está indo para a Praça Oberdan. A grife apresenta dois desfiles seguidos, todos os dois disputadíssimos e lotados. O público é geralmente muito feminino, com um toque de peruice cool, informado e divertido. A confusão é sempre a mesma: convidados, modelos, fotógrafos e curiosos quase sendo atropelados por italianos que buzinam no volante.

Na passarela, a mulher que a diretora criativa Frida Giannini propõe é exuberante, usa transparências, casacos de pêlo volumosos, peles com aparência de cobra. Nada frívolo, no entanto: a elegância permanece até em casos de extremos decotes (para poucas, na prática). Essa “mulher Gucci” decide misturar cores escolhidas numa interessante paleta que parece abrir uma nova era já sem os acinzentados, o preto e outros tons mais previsíveis. Verde, rôxo, marron, mostarda e vinho podem vir todos juntos. Atenção para o comprimento das saias: do joelho para baixo.

Batons

Uma tendência que já se vê no primeiro dia são os batons muito mais escuros, num tom de vinho ou carmim que parece caminhar para o preto ou marrom. É o fim dos batons vermelho-bombeiro, que ainda dominam nas ruas mas, nos desfiles, tudo indica que vão ser substituídos. A Gucci e a Francesco Scognamiglio apresentaram hoje essa proposta de  beleza com os batons escuríssimos. Na passarela já chamam a atenção, mas nas ruas, em plena luz do dia, causam um efeito ainda mais forte, principalmente em peles bem brancas.

Veja as imagens do desfile da Gucci:

 

Topo