Moda

Depois da Huis Clos, Gloria Coelho lança linha mais barata de sapatos

Maria do Carmo/Folhapress
Gloria Coelho posa na abertura da exposição sobre o seu trabalho, no Museu da Casa Brasileira (7/2/2011) imagem: Maria do Carmo/Folhapress

Da Redação

Não são só as roupas de grifes brasileiras de luxo que as brasileiras vão poder comprar por preços mais baixos nas lojas de magazine ou de “fast fashion” nacionais. Seguindo o espírito de coleções de marcas famosas de semana de moda como Osklen (o estilista da grife, Oskar Metsavaht, assinou uma linha para a Riachuelo recentemente), Reinaldo Lourenço (C&A) e Maria Bonita Extra (também C&A), entre algumas outras, a Shoestock, especializada em sapatos, fechou parceria já anunciada com a Huis Clos. A mais recente é com outra marca desejada por fashionistas e com preços, na etiqueta original, caríssimos: Gloria Coelho.


Criada há 25 anos (a serem completos em 2011) em São Paulo, a Shoestock ficou conhecida por vender calçados com alguma tendência de moda a preços módicos em seu grande endereço em Moema, em prateleiras divididas por tamanhos, num ambiente que lembrava, como o próprio nome em inglês descreve, um estoque de sapatos. O sucesso de vendas (a grife não divulga números, mas afirma receber 2 mil clientes por dia durante a semana e dez mil nos finais de semana) transformou a rua num endereço de vendas sapatos, para onde outras marcas como a Studio TMLS, conhecida por exportar sapatos de qualidade, se mudaram.

De alguns anos para cá, a Shoestock sofisticou a informação de moda passada em suas sapatilhas, sandálias, botas e bolsas, abriu uma segunda loja na Vila Olímpia e também aumentou o preço médio dos sapatos: cerca de R$ 180. Assim, passou a concorrer com marcas de shopping como Arezzo e Corello e a buscar como estratégia a aproximação com o mundo da alta moda.

Nas coleções assinadas, os preços são mais altos e ficam em torno de R$ 250. A linha da Huis Clos começa a ser vendida na quinta da outra semana, no dia 8 de abril. Já os onze modelos de sapatos e duas bolsas desenhados por Gloria Coelho devem chegar à lojas no final de abril. (CAROLINA VASONE)

Topo