Moda

Fashion Rio propõe grafismos descolados, mocinhas e mulherões

Montagem/UOL
Looks de Têca, Maria Bonita Extra, Filhas de Gaia e Coca-Cola Clothing para o Verão 2012 (02/06/2011) imagem: Montagem/UOL

CAROLINA VASONE

Enviada especial ao Rio

Fendas profundas numa passarela. Vestidos soltos de seda, com estampa de grandes flores na outra. Grafismos marcantes em duas delas. O quarto dia de desfiles no Fashion Rio teve algumas intersecções de estilo mas, de maneira geral, apresentou propostas bem diferentes. De um lado, a mocinha lânguida, “cool”, da Maria Bonita Extra. Na outra ponta, a marca Filhas de Gaia resolveu investir nos mulherões, acompanhada parcialmente pla grife Têca, ex-jovenzinha com mira na jovem adulta com atitude independente e cheia de vontades de moda.

No meio do caminho, as marcas de "streetwear" TNG e Coca Cola Clothing apelaram para celebridades na passarela (a primeira para o corpão supermalhado de Deborah Secco, a segunda para o "hype" internacional da socialite bem-vestida Olivia Palermo) com tempero de tendências bem dosadas.

No caso da Coca Cola, a receita quase desandou. Franjas postas nos lugares errados, rendas e "chamois" suspeitos quase comprometerm a coleção, que teve melhores momentos nas produções em branco, como a pantalona plissada usada por Aline Weber, ou as saias estampadas mais curtas na frente e mais longas atrás. Já a TNG apresentou uma opção mais bem-resolvida para seus jovens clientes, em jeans com lavagens contemporâneas e modelagens idem, além da estamparia "clubber" neoconcreta com algumas ousadias de forma bem-vindas para a moda comercial.

Famosas à parte, foram as mulheres da vida real da Têca e da Maria Bonita Extra as mais bem-vestidas do dia. A Têca misturou África e tecnologia para criar estampas gráficas fortes, em saias ora em versões de sarongue, ora tipo lenço. Blazers mais estruturados e também estampados complementavam a produção colorida, com mistura de estampas e cinturas altas, para garotas de atitude. Já a Maria Bonita Extra tirou as grandes flores e folhagens estilizadas da estamparia do parque Highline, em Nova York, tema da coleção. Na passarela, muitos vestidos soltos, de barra assimétrica, abaixo do joelho, cintura baixa marcada e tecidos suaves e femininos como seda e organza. Bonitos macacões e detalhes quadriculados vazados dão o charme a mais à coleção para as moças comportadas, românticas mas "cool" e nada bobas.

 

 

Assista abaixo aos demais desfiles do 4º dia de Fashion Rio:




Topo