Moda

Atualizada em 19.09.2016 16h50

Segundo jornal, John Galliano pode voltar para a marca própria

EFE
John Galliano após desfile na semana de moda de Paris (05/03/2010) imagem: EFE

Da Redação

Segundo o jornal norte-americano “The New York Times”, John Galliano pode voltar para a própria marca. O estilista havia sido demitido da grife (que pertence ao grupo LVMH) em abril deste ano por se envolver em uma discussão e aparecer em vídeo insultando um casal com ofensas antissemitas.

John Galliano está afastado da Dior e da marca que carrega seu nome desde o ocorrido e foi a julgamento nesta quarta-feira, porém ainda sem receber uma sentença final.

O designer britânico Bill Gaytten foi quem entrou para os agradecimentos ao final do desfile de Verão 2012 masculino, apresentado na semana de moda de Paris, nesta sexta-feira (24). O novo diretor criativo era considerado o braço direito de Galliano, trabalhando para o estilista há 25 anos, até que a situação da grife seja estabelecida, Gaytten permanece assinando as coleções, junto à equipe de estilo.

Nesta quinta-feira, a jornalista do “The New York Times” entrevistou executivos do grupo LVMH, que disseram acreditar na possibilidade da volta de Galliano à sua marca própria. Falando em anonimato, os executivos revelaram que vem acontecendo discussões sobre o caso dentro da empresa e ao indagados sobre a aceitação do público, disseram acreditar que tanto o público geral, quanto a mídia devem aceitar a volta do estilista.

Topo