Moda

Prenda, se for capaz: sandálias no tornozelo estarão em alta, mas não são para qualquer uma

CAROLINA VASONE

Editora de Moda, Beleza e Casamento do UOL

Em Paris, Nova York, Londres e Milão, as pisadas das modelos nas passarelas tiveram algo em comum: o tornozelo em evidência.

Parte do corpo nem sempre valorizada, se comparado a coxas, braços, cintura ou quadris, o tornozelo agora ganha destaque nas tiras e fivelas de sandálias. A boa notícia é que o modelo mais repetido pelas marcas internacionais é perfeito para o calor brasileiro. A má notícia é que nem todas as brasileiras vão ficar bem com ele.

Na versão mais "fashion" de todas, os pés aparecem bastante, com apenas uma tira que passa por cima dos dedos e outra que prende o tornozelo na parte de cima, quase na fronteira da canela. E é neste ponto que reside o problema para quem tem pernas grossas. Ou seja, a maioria de nós, mulheres "made in Brazil".

  • Montagem/UOL

    Sandálias nos desfiles da Givenchy, Bottega Veneta, Osman e Isabel Marant mostram o modelo que deve ser "hit" dos verões europeus e norte-americanos de 2012

O motivo é simples e dolorosamente cruel: quando as pernas (coxas + panturrilhas) são grossas, quanto mais cavado o sapato, mais se tem a sensação de "alongamento" das pernas, de que elas são mais compridas. E no caso contrário, quando há uma faixa no tornozelo, ela causa a impressão de "corte" da silhueta, e portanto de "encurtamento" da perna. Aí, a impressão é que a pessoa é mais baixa, as pernas mais grossas e a sensação não parece outra senão a de ter enormes patas de...elefanta.

Para as donas de pernas grossas porém torneadas, bem desenhadas, há uma esperança: às vezes marcar o tornozelo não condena a silhueta. Principalmente, se a tira estiver posicionada mais para baixo, perto do ossinho e deixando à mostra a curva do tornozelo. Em todos os casos, é uma questão de olhar no espelho e fazer uma análise realista: às vezes, também, a gente acha que tem pernas mais grossas do que realmente tem, que é mais gorda e feia do que realmente é, enfim. Para as possuidoras de pernas inquestionavelmente finas, o negócio é abusar deste "hit" do verão 2012 norte-americano e europeu, que além de dar uma ilusão de pernocas mais avantajadas, flerta um pouco com o fetichismo, remetendo à ideia de tornozelos "algemados". Ui (como escreveria e diria Regina Guerreiro)!

 

 

Topo