Moda

Designer canadense de chapéus ensina como usar o acessório em dias quentes

Geovanna Morcelli/UOL
Modelos de chapéus para o verão expostos no ateliê Lilliput Hats em Toronto, no Canadá imagem: Geovanna Morcelli/UOL

GEOVANNA MORCELLI

Enviada especial ao Canadá*

A canadense Karyn Gringas cria há 21 anos em seu ateliê em Toronto chapéus das mais variadas cores e estilos. São peças produzidas manualmente e que levam cerca de seis horas para ficarem prontas, desde o corte do material que serve de base, modelagem em manequins de madeira, passando pelo forno para firmar o modelo e, por último, a decoração. São centenas de modelos disponíveis expostos pelas paredes e que podem ser personalizados e customizados de acordo com o gosto do cliente. "Quem vem ao meu ateliê pode escolher por um chapéu exclusivo, mudando a cor, o tamanho e os enfeites", diz.

  • Thinkstock

    Tem dúvida sobre qual chapéu usar no verão? Vá de fedora, recomenda a designer

Mas, enquanto esse acessório é comum entre as mulheres de países onde o frio é intenso, os chapéus ainda são motivo de dúvida entre as brasileiras: será que dá pra usar no dia a dia sem ficar com cara de quem está indo para a praia? E à noite, o que usar? Para a expert no assunto, a dica é optar peças com abas largas que, além de cumprirem a função de proteger o rosto do sol, agregam status de moda ao visual. Segundo a especialista, o modelo fedora é um clássico que combina com todas e pode ser feito com abas de larguras variáveis e materiais leves como a palha, ideiais para o verão.

Já para as noites de verão, a recomendação da designer que já criou peças para a cantora Celine Dion e Rachel McAdams, são os chamados "fascinators", que se popularizaram após o casamento real do Princípe Willian com Kate Middleton, e podem ser usados tanto em eventos elegantes durante o dia, quanto à noite, para festas. Karyn Gingras explica que são considerados "fascinators" os chapéu de tamanho reduzido, usualmente repleto de adereços e presos à cabeça com um tiara ou grampos internos.

  • Thinkstock

    Os "fascinators" ganharam popularidade após o casamento real; para a designer, esse tipo de chapéu pode ser usado tanto em grandes festas ou mesmo para sair à noite


Outro foco das criações da chapeleira canadense é a linha voltada para noivas que, segundo ela, procuram o acessório para substituir o combo clássico de véu e grinalda e também como alternativa aos arranjos florais.

 

 

 

Lilliput Hats

College Street, 462 - Toronto - Canadá
www.lilliputhats.com

* A repórter viajou a convite da Comissão de Turismo do Canadá

Topo