Moda

Marca John Galliano resiste à ausência de seu criador e lança loja virtual

AFP
John Galliano foi afastado de sua marca homônima e da francesa Dior em março deste ano, por ser filmado fazendo insultos antissemitas imagem: AFP

Da Redação

A primeira loja virtual da grife John Galliano foi lançada nesta quarta-feira (16). Sob a direção criativa de seu assistente Bill Gaytten, a marca permanece com o estilo e as características de design de Galliano e ainda disponibiliza a última coleção criada pelo estilista para a marca, antes de sua demissão.

“A essência da energia e inovação de Galliano inspirou a envolvente narrativa do site, que entrou para a internet com a identidade única do estilista”, diz o site que pretende encorajar consumidores de todo o mundo a comprar peças da marca. “A visão de Galliano está bem definida para o futuro e permanece fundamentada em uma faixa de preço competitiva”.

Engajada em fazer a marca crescer, mesmo sem o estilista, a John Galliano participou na semana passada do evento anual de caridade “The 12 days of Christmas” (em português, “Os 12 dias de Natal”), doando peças para ajudar a salvar as florestas do Reino Unido.

O estilista John Galliano foi afastado da grife que carrega seu nome e da francesa Dior após ser filmando fazendo insultos antissemitas a um grupo de italianos, em um bar parisiense.

Há alguns meses, sua volta às grifes vem sendo comentada. Franca Sozzani, editora da revista “Vogue” italiana disse no mês passado ao site “The Daily Beast” que o estilista deve ser readmitido pelas marcas. “Tragam Galliano de volta”, disse, “eu entendo o ponto de vista deles. Eu entendo que eles não poderia apenas dizer ‘Mau garoto! Nós te desculpamos! Volte!’. Mas é mesmo uma pena e eu não acredito que ele realmente pensou no que falou. Eu acho que ele estava bêbado e sozinho em um bar. Ele não matou ninguém”.

Topo