Moda

Moda nas décadas de 70 e 80, alpargatas voltam repaginadas

ADRIANA TERRA

Colaboração para o UOL

Também chamadas de espadrilhas -- embora, no Brasil, o nome seja mais comum para designar as sandálias anabelas ou plataformas com solado rústico --, as alpargatas foram moda por aqui nas décadas de 1970 e 1980 e, desde o ano passado, vêm iniciando um retorno aos pés dos brasileiros. No entanto, é nesta temporada de primavera-verão que os calçados levinhos estão aparecendo mais, após serem peça-chave nos dias de calor do hemisfério norte.

Feitas de tecido, com solado baixo e originalmente de corda, as alpargatas surgiram há impressionantes oito séculos na Espanha, passaram a ser comercializadas na França, foram exportadas para a América do Sul e, desde então, ganharam adaptações (como o solado de borracha), cores e estampas.

A marca argentina Paez comercializa desde 2007 alpargatas em diversas partes do mundo, mas foi nos últimos dois meses que as vendas no Brasil bateram recorde, diz Carolina Galvão, diretora da loja Estilo Exclusivo, que vende online os produtos da marca no país.

Carolina mora em Porto Alegre e conta que em seu Estado sempre houve o costume de usar as alpargatas tradicionais. "É uma tendência que veio do campo. Quando chegaram estas alpargatas estilosas, foi mais fácil introduzi-las aqui". Em países como Argentina, Uruguai e Espanha, as alpargatas também sempre estiveram presentes.

Outra marca bastante destacada no ramo é a norte-americana Toms, cujo dono buscou inspiração em alpargatas vendidas na Argentina ao criar sua loja. Famosos como Kristen Stewart, Zac Efron e Keira Knightley costumam ser vistos usando as sapatilhas da marca.

Topo