Moda

Carol Trentini fala sobre a carreira de modelo e conta que gosta de se vestir com conforto

Getty Images
A modelo Carol Trentini desfila no evento Fashion's Night Out em Nova York (07/11/2010) imagem: Getty Images

Clara Reis

Do UOL, no Rio

A top Carol Trentini desfila  no Fashion Rio com exclusividade para a Cantão pela terceira temporada consecutiva na noite desta terça-feira (10). Queridinha da toda-poderosa Anna Wintour, editora-chefe da "Vogue" norte-americana, a modelo gaúcha descendente de alemães e italianos está de casamento marcado com o fotógrafo catarinense Fábio Bartelt e prestes a dar uma pausa na agenda profissional.

Ela contou ao UOL Estilo que é adepta dos looks básicos e confortáveis e falou sobre as dificuldades da carreira de modelo.
 
UOL Estilo: Quais modismos você pretende adotar no Inverno 2012?
Carol Trentini: Meu modismo é estar confortável comigo mesma. Como sou "friorenta", os casacos, luvas, botas e chapéus são indispensáveis para me proteger das temperaturas baixas no inverno. Como uso muitas peças [para me aquecer], procuro ser básica e usar cores que casem com tudo. Já que a pele fica muito mais ressecada nessa época do ano, outro item que eu não dispenso no inverno é o hidratante. Costumo usar um para o corpo e outro para o rosto. Uso um da Clinique que funciona na minha pele.
 
Você fez história no mundo da moda ao entrar para o "dream team" que introduziu as modelos brasileiras no topo do ranking do circuito fashion internacional. Como você vê esse mercado atualmente?
O mercado da moda vem crescendo cada vez mais. Sinto que quando comecei, os clientes buscavam mais a modelo pela nacionalidade. Houve um tempo das brasileiras, das russas... Hoje, acho que todos querem bons profissionais independente de onde elas são. Tem espaço para todas.
 
Qual a sua dica para as meninas que estão começando agora a carreira de modelo?
Chegue ao mercado sabendo que ser modelo é uma profissão e não uma vaidade, que vai te exigir muito, portanto dê o seu melhor.
 
Com tanto tempo de carreira, você deve ter boas histórias para contar. Lembra de alguma em especial?
Já passei por poucas e boas. Uma vez fiquei pendurada dez horas em um cabo de aço fotografando. Outra, passei uma tarde dentro de um frigorífico, com  carnes enormes e um cheiro horrível de sangue. Fora ter que desfilar com o salto quebrado e ter que fazer cara de quem está confortável.
 
Para você quem é a mulher mais bonita do Brasil?
A beleza tem que vir acompanhada de conteúdo. Uma pessoa se torna bonita quando ela tem uma bagagem que a torna ainda mais interessante. Por isso admiro a Marisa Monte, ela tem uma beleza clássica e é tão inteligente e chique, que brilha.

Topo