Moda

Semana de moda revela locais do passado que apontam para o futuro do Rio de Janeiro

Divulgação
A Casa Firjan da Indústria Criativa, antigo Palacete Linneo de Paula Machado, é sede do Rio Prêt-à-Porter imagem: Divulgação

Ricardo Oliveros

Do UOL, no Rio

Não bastasse as belezas naturais da capital fluminense, o Fashion Rio e as bolsas de negócios de moda, Rio Prêt-à-Porter e Fashion Business, estão sediados em importantes marcos arquitetônicos da cidade. Além de abrigar os novos lançamentos de moda para o Inverno 2012, os eventos revelam indiretamente o passado e até o futuro da Cidade Maravilhosa. 

Palacete em Botafogo é a sede do Rio Prêt-à-Porter

A locação do Rio Prêt-à-Porter talvez seja a menos conhecida, mas nem por isso menos imponente. Fica no Palacete Linneo de Paula Machado, no bairro de Botafogo e que desde o ano passado pertence à Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), ganhando o nome de Casa Firjan da Indústria Criativa. Ele foi construído em 1908 e tem projeto do arquiteto Armando Carlos da Silva Telles, o mesmo do Palacete das Laranjeiras, atual residência oficial do governador do Estado. 

O casarão foi construído a pedido de Cândido Gaffrée e doado a Celina, filha de seu sócio Eduardo Guinle. Nas primeiras décadas do século passado, a empresa Gaffrée & Guinle era uma da mais importantes com atuação em vários ramos de atividades, como bancos, portos e construção civil.

A mansão em estilo eclético inspirado no renascimento francês tem 1.750m² de área construída e fica num terreno de 8.024m². O imóvel foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac) em maio de 2006.

A previsão é que até ano que vem sejam concluídos um centro cultural e uma escola criativa a partir da implantação de uma unidade do Sesi/Senai, a segunda na Zona Sul de um total de 60 unidades em todo Estado. 

Jockey Club é a escolha do Fashion Business

O Fashion Business, bolsa de negócios de moda de Eloysa Simão que acontecia na Marina da Glória, esse ano transferiu-se para o Jockey Club. A entidade foi fundada em 1932, com a fusão do Derby Club, que funcionava onde hoje é o Estádio do Maracanã, e do Jockey Club, que desde 1926 está no Hipódromo da Gávea.

A primeira diretoria do clube teve como presidente Linneo de Paula Machado, genro de Eduardo Guinle, responsável pela construção da Sede da Gávea, com projeto do francês radicado no Rio Francisco Couchet e do brasileiro Archimedes Memória. A arquitetura tem inspiração nas construções francesas da “Belle Époque”, período artístico e cultural francês que começou no final do século 19 e durou até a eclosão da 1ª Guerra Mundial, em 1914, e tem no estilo “Art Nouveau” sua principal vertente. Devido ao seu ecletismo, ou seja, a mistura de estilos num mesmo edifício, o processo de tombamento do Jockey demorou muito para ser confirmado, em 1996. 

O Fashion Business ocupa a área aberta do Hipódromo, em frente às tribunas, lugar tradicional do Jockey, reservado para eventos como shows, festivais e festas. 

Fashion Rio acontece nos armazéns do Pier Mauá

Desde que Paulo Borges assumiu a direção criativa do Fashion Rio, em 2009, o evento ocupa os galpões do Pier Mauá, no centro da cidade. Esta área foi construída pelo engenheiro Oscar Weinschenck nos anos de 1948 e 1949 e tinha, entre outros objetivos, preparar a cidade para receber os estrangeiros na Copa do Mundo de 1950, especialmente os dois maiores transatlânticos do mundo à época: o Queen Mary e o Queen Elizabeth. Sua construção, no entanto, não ficou pronta a tempo. 

Atualmente, a área passa por um processo de requalificação urbana denominado Porto Maravilha, que ganhará projetos para atender esses visitantes assim como o Museu do Amanhã, do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, e o Museu de Arte do Rio (MAR), a cargo do escritório de Thiago Bernardes e Paulo Jacobsen, em construção na Praça Mauá. Os dois empreendimentos são parcerias com a Fundação Roberto Marinho. Outra grande obra é a demolição do Elevado da Perimetral, com início em 2013 e conclusão prevista para 2015. 

Topo