Moda masculina

Dá para usar mochilas sem parecer adolescente, inclusive no ambiente de trabalho

Divulgação
As mochilas de couro são as melhores opções para homens que usam terno e gravata e que não gostam de usar pastas executivas e bolsas tipo carteiro imagem: Divulgação

Ricardo Oliveros

Do UOL

A vida urbana impõe um ritmo acelerado, que faz com que tenhamos que sair direto do trabalhao para algum compromisso social, para a academia, ou mesmo para dar um pulo no supermercado. Estas atividades podem contribuir para que carreguemos muitas coisas ao mesmo tempo, como notebook ou tablet, celular, chaves, muda de roupa, nécessaire e pequenas compras. Se este é o seu caso e você já passou da adolescência, a melhor opção para levar tudo o que precisa é usar mochilas casuais e deixar as esportivas para outras ocasiões. A coluna HORA H traz dicas para você acertar a sua escolha.

Numa avenida movimentada como a av. Paulista, não é difícil encontrar executivos de terno e gravata portando mochilas coloridas e esportivas. Este contraste não é muito bom, porque acaba misturando o universo adolescente ou esportivo com o ambiente de trabalho mais formal. Se você não é adepto de pastas e bolsas do tipo carteiro, o melhor neste caso é usar um modelo de mochila minimalista, com menos detalhes o possível e de preferência em couro, por ser um material mais nobre.


Muito homem pode reclamar que o couro encarece o preço de uma mochila, e é verdade. Se você não quiser (ou puder) gastar tanto, invista na cor preta, seguindo o conceito do "menos é mais". Ou seja: nada de muitas costuras ou combinações de cores. Os materiais mais empregados neste caso são o poliéster e o náilon, mais duráveis e preparados para aguentar o cotidiano sem rasgar. A lona, mais rústica, pode ser usada por aqueles que não precisam se vestir com tanta formalidade. A vantagem destes três materiais  é que são bem mais baratos em relação ao chique couro.

No supermercado

A vantagem de usar mochilas é que elas de fato são práticas e podem ter várias utilidades. Com a onda ecológica que tomou conta dos supermercados, se você não quer entrar na onda das “ecobags” (as bolsas de compras que substituíram as sacolas de plástico), a mochila pode ser uma opção muito boa. Não dá para fazer a compra do mês, mas para artigos menores, este acessório dá conta do recado e ainda te deixa com as mãos livres.

Lembre-se de que, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), o peso máximo que devemos carregar na mochila corresponde a 10% do peso corporal, ou seja, se tiver 75 kg dá para carregar até 7,5 kg nas costas. Este é um limite: o ideal fica em torno de 8% do peso. Caso você tenha que carregar muita coisa, o melhor é optar pelos modelos com rodinhas, que não vão sobrecarregar a sua coluna.

Outro fator importante a observar é que a mochila chama a atenção de ladrões, especialmente o modelo com compartimento para notebook. Especialistas em segurança recomendam que se você estiver em aeroportos, não deixe-a solta ou longe da sua vista. No carro, evite colocá-la no banco dianteiro, e coloque-a embaixo do banco traseiro. Em transporte público, como metrô e ônibus, mantenha a mochila na parte da frente do seu corpo.

Topo