Moda

Após ser acusada de copiar braceletes de outra marca, Chanel desiste de comercializá-los

AFP e Getty Images
Braceletes com cristais, ametistas e quartzos cravejados apresentados na coleção de Inverno 2012 da Chanel imagem: AFP e Getty Images

Do UOL, em São Paulo

O blog norte-americano "Fashion Law" apontou no último sábado (10) uma grande similaridade entre os braceletes da coleção de Inverno 2012 da Chanel (apresentada na semana passada, em Paris) com os do Inverno 2011 da designer emergente Pamela Love, insinuando que a grife francesa havia copiado as pesadas pulseiras com cristais brutos cravejados sobre uma base de metal.

Após o "Fashionista", um dos blogs mais famosos de moda do mundo, também ter divulgado a "denúncia", a Chanel se pronunciou sobre o caso dizendo que não comercializará as peças.

  • Divulgação

    Os braceletes de bronze com cristais da Pamela Love custam 525 dólares (cerca de R$ 940)

"Para a coleção de Inverno 2012, Karl Lagerfeld foi inspirado pela ‘terra mineral’, que explorou ametistas, cristais e quartzos. O tema foi usado em todo o contexto do desfile, incluindo a passarela composta por areia de granito e grandes colunas de cristais e ametistas, e as roupas, que continham tons de roxo, azul e cinza na cartela de cores. Mantendo este tema, cristais grandes e coloridos também adornaram algumas roupas e acessórios, inclusive os pesados braceletes. Nos foi informado que alguns destes braceletes mostrados no desfile poderiam lembrar outros de uma outra designer. Em respeito às preocupações levantadas e ao processo artístico em geral, a Chanel decidiu não pôr à venda estas peças como parte da coleção de Inverno 2012", diz o comunicado oficial.

 

Topo