Moda

Gigante sueca do fast fashion abrirá 1ª loja na América do Sul em 2013; não há planos para o Brasil

Divulgação
Vista geral do shopping Constanera Center, em Santiago, no Chile imagem: Divulgação

Fernanda Schimidt

Do UOL, em São Paulo

A rede sueca de fast fashion H&M abrirá no Chile sua primeira loja na América Latina no primeiro semestre de 2013, informou a empresa em um comunicado à imprensa.

Apesar dos boatos sobre uma possível chegada da gigante do varejo ao Brasil, o país não está nos planos imediatos do grupo H&M Hennes & Mauritz AB, que conta também com as marcas Cheap Monday, COS, Monki e Weekday. 

Em entrevista ao UOL, a chefe de comunicação da H&M, Kristina Stenvinkel, afirmou que a rede tem interesse em expansão na América do Sul, mas inicialmente a operação estará restrita a Santiago, capital chilena. “Estamos pesquisando a região. Achamos que o Brasil é um mercado interessante, mas não temos planos concretos de abrir uma loja no país por enquanto”, disse.

A chegada ao continente será com uma loja-conceito de 3.000 m², localizada no shopping Constanera Center. O espaço deverá oferecer apenas as linhas de roupas e acessórios, sem incluir produtos de cama, mesa e banho. Além da H&M, o empreendimento chileno possui lojas das concorrentes Topshop (inglesa recém-inaugurada no Brasil), MNG (espanhola que encerrou operação no Brasil), Zara (também espanhola, bastante presente por aqui) e Gap (norte-americana sem lojas no Brasil).

O ano de 2013 marca também o lançamento de uma nova grife do grupo, a & other stories, caracterizada pelos preços mais altos.

Topo