Moda

Lã fria é tecido indicado para homens no verão; veja dicas de como usá-la

Maria Rita Fava

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    Lã fria é um tecido indicado para a confecção de peças em países tropicais e no geral quentes

No verão, a ideia de que as mulheres são privilegiadas com roupas sociais mais fresquinhas, como saias, camisas de seda e até sofisticadas bermudas, é uma meia-verdade. Apesar de mais restrito, o guarda-roupas masculino conta, sim, com algumas opções que podem virar curingas nos dias mais quentes, como é o caso de peças, em especial o paletó, feitas de lã fria.

Segundo o estilista Ricardo Almeida, com mais de 25 anos de carreira à frente de sua marca masculina homônima, o tecido é uma opção prática e versátil para o verão no Brasil, quando as temperaturas costumam ser bastante altas.

"A lã fria é mais comum do que se imagina. Era muito usada no deserto, porque nela o corpo podia respirar durante o dia e se aquecer à noite. É ótima para variações térmicas", explica o consultor de estilo e apresentador de televisão Arlindo Grund.

"Conhecido dos alfaiates há algum tempo, o tecido é uma composição de fios muito finos, também conhecidos por Super 100, 120, 150. Quanto maior o número, mais fino o fio. É isso o que torna o tecido mais leve", complementa o estilista Mario Queiroz, que apresenta suas criações no São Paulo Fashion Week.

  • Divulgação

    Para o estilista Ricardo Almeida, a lã fria é sinônimo de versatilidade

  • O consultor Arlindo Grund afirma que um blazer feito do material pode passear por vários estilos

Segundo Mario, essa lã é apropriada para a alfaiataria em países quentes como o Brasil, sendo boa opção para fugir dos costumeiros algodão, linho, sarja e cambraia. "Indico usar tanto no dia a dia quanto em ocasiões formais, como casamentos ou solenidades. Para trabalhar, a melhor opção é uma lã fria super 120, pois ela é mais resistente. Um tecido mais fino, como o super 180, por conta de sua delicadeza, eu indico apenas para ocasiões especiais", sugere Almeida.

Em relação ao preço, a lã fria é mais cara que as fibras sintéticas, por isso é comum encontrar por aí o tecido misturado com poliéster, por exemplo, para baratear as peças. "Os preços também variam conforme os fornecedores, e de acordo com a qualidade do produto", ressalta Arlindo. Dica: quanto mais fina e fresca for a lã, mais caro é o tecido.

Como usar
Mario Queiroz diz que é importante os homens prestarem atenção ao tecido logo no momento da compra de uma peça feita de lã fria. "Toque o terno, sinta as diferenças." Já Arlindo afirma que um belo blazer feito do material pode passear por diversos estilos. "Do mais clássico, usado com calças mais formais, aos mais modernos, que usam com bermudas", ensina. Outra dica dos profissionais é combinar as peças com camisas mais formais e calças com pregas mais curtas.

Cuidados
É indicado que peças de lã fria, por ela ser um tecido muito fino, sejam lavadas a seco. Esse processo garante que o tecido fique desengordurado, brilhante e, consequentemente, dure mais. Após a lavagem, deixe as peças secando por algumas horas na horizontal, sem pendurá-las. Para guardar, a dica de Ricardo Almeida é armazenar as peças em local ventilado. "Pode ser em uma capa de tecido de TNT, pois permite que a lã fria respire. Nunca em capa plástica."

Topo