Moda

Prepare-se para o outono com as apostas da estação

Divulgação
montagem hora h 615 outono 2013 imagem: Divulgação

Ricardo Oliveros

Do UOL, em São Paulo

O verão vai chegando ao fim, e as marcas já começam a mostrar suas apostas para o outono. Entre as muitas inspirações, continua forte o militarismo, o “college”, inspirado nos universitários americanos e ingleses, além dos anos 1960 e 1980. Entenda como se lança uma coleção e quais as primeiras peças que vão aparecer logo mais nas vitrines.

Durante o SPFW, o militar foi a tendência mais forte entre as marcas que desfilaram suas coleções masculinas. A influência dos uniformes está presente desde a volta dos camuflados até, ainda que de uma maneira mais discreta e elegante, os cortes bem estruturados de casacos e jaquetas.

O estilo “college”, que surgiu a partir das roupas que os estudantes ingleses e norte-americanos usavam na década de 1950, mais que uma tendência, tornou-se um clássico do guarda-roupa masculino. O blazer, a jaqueta, o cardigã, a gravata, o jeans ou a calça social e a camisa branca são peças que fazem parte deste jeito de se vestir. 

Dos anos 1960, temos a silhueta mais ajustada ao corpo, que dá uma cara menos formal para blazers e costumes. A inspiração dos anos 1980 traz o colorido, especialmente em calças, que podem dar uma “esquentada” nas cores tradicionais quando a temperatura cai, como o preto, marrom e azuis escuros. O outro lado desta década, temos um pouco do gótico, não tão soturno, mas com presença forte das caveiras em estampas.

A cartela de cores para o frio é bem ampla, além dos tons fechados já citados, temos o cinza, desde os mais claros até os escuros, o verde militar, mais fechado, os tons terrosos, que incluem os mais claros, como o areia, e os mais abertos, como o mostarda, assim como as cores quentes, como vermelho e o vinho.

Para organizar esta gama de informações, as marcas lançam mão de estratégias que podem incluir desfiles, como os realizados nas semanas de moda, de campanhas com modelos ou celebridades. O “lookbook”, uma série de fotos feitas geralmente em fundo neutro, com as composições de roupas das marcas, era feito para que os lojistas e vendedores entendessem melhor como combinar as diferentes peças de uma coleção comercial, hoje é disponibilizado nos sites, para que o consumidor também tenha acesso a este tipo de informação e possa se inspirar para criar seu estilo.

Com advento do “fast fashion”, ou seja, redes de lojas que conseguem repor os estoques com muita rapidez e, por conseguinte, trazer novidades em pouco espaço de tempo, as marcas se viram obrigadas a lançar suas coleções em etapas. De um modo geral, podemos observar que os primeiros lançamentos acontecem em março e começo de abril, o inverno em maio e começo de junho, e por fim, o alto inverno em junho e julho.  

Topo