Moda

Acerte na escolha da roupa para não passar frio nem calor no outono

Divulgação/Montagem/UOL
Para se dar bem com o famoso efeito cebola, sobreponha peças neutras que combinem entre si e não adicionem muito volume ao corpo imagem: Divulgação/Montagem/UOL

Marina Oliveira e Thaís Macena

do UOL, São Paulo

Ventinho gelado ao sair de casa de manhã, sol forte na hora do almoço e temperaturas bem mais baixas à noite. Durante o outono, é comum enfrentarmos todas essas oscilações de temperatura ao longo do dia, e é difícil acertar o que vestir sem congelar ou derreter. Difícil, mas não impossível: segundo os especialistas, o segredo é investir em peças versáteis. 

"O ideal é escolher peças que esquentam quando faz frio, mas que também não serão difíceis de carregar se esquentar", explica a personal stylist Cristina Zanetti, da Oficina de Estilo. Lenços, por exemplo, protegem o pescoço quando há vento frio e, sob o sol forte, podem ser amarrados na bolsa ou no cabelo. "Tecidos naturais como a lã fria também são excelentes pedidas", recomenda.
 
Os sapatos que foram hit na estação passada continuam com tudo, como o oxford, o creeper, o slipper e as sapatilhas. Algumas peças do guarda-roupa de verão também podem ser aproveitadas. "Vestidos florais combinam com jaqueta jeans e regatas de seda vão bem com cardigãs de lã e jaquetas de couro", sugere a consultora de imagem Adriana Branco. 
 
 
Efeito cebola
 
De acordo com as especialistas, ainda é cedo para tirar do armário paletós, casacos e trench coats pesadões. Em vez disso, a sugestão é apostar em peças de tecido fino, que são fáceis de levar na bolsa e podem ser usadas embaixo de outras mais pesadas, sem aumentar demais o volume do corpo. É o famoso efeito cebola, que prioriza cardigãs de tricô, cashmeres e camisetas de manga longa ou três quartos. Nos dias mais gelados, a meia calça e as blusas tipo segunda pele entram em cena por baixo de saias, calças, shorts, casaquinhos e tricôs.
 
Mas, cuidado! De acordo com Cristina, é preciso selecionar com cuidado todo o look, contando, inclusive, com a possibilidade de esfriar ou esquentar mais do que o previsto no decorrer do dia. "Quem coloca uma camiseta detonada embaixo de tudo, achando que não terá que mostrá-la pode ser surpreendido por um calorão repentino", alerta.
 
Atenção à combinação
 
A falta de harmonia entre as peças de uma sobreposição pode comprometer o visual. "O que acontece muito é escolhermos uma produção linda de calça e blusa e, na última hora, pegarmos um casaco que não combina com nada para usar mais à noite", revela Cristina. 
 
Para acertar nas cores, escolha roupas mais neutras e destaque apenas um tom mais vivo seja na roupa, no sapato ou nos acessórios. "O outono pede uma paleta mais sóbria com preto, vinho, cinza, branco ou offwhite e marrom. Mas o verde esmeralda, o rosa coral e o laranja ferrugem vão chegar com muita força na estação e trazem alegria para os dias mais cinzentos", afirma Adriana. Se a ideia é fazer uma produção mais chamativa, uma boa dica é coordenar estampas com peças lisas coloridas e que combinem entre si. "Outra opção é mesclar cores da mesma família, por exemplo, azul com roxo ou lilás", arremata.
Topo