Moda

Fã de biquínis brasileiros, "angel" ensina a se sentir sexy

AFP
Erin Heatherton desfilando para a grife de lingerie de luxo Victoria's Secret imagem: AFP

Fernanda Schimidt

Do UOL, em São Paulo

“Sensualidade não tem nada a ver com maquiagem ou moda. O sexy vem de você amar o seu corpo e a si mesma. É um amor que não está condicionado à opinião dos outros”. O papo poderia soar como um texto de autoajuda se não viesse da boca da top norte-americana Erin Heatherton, estrela do desfile da Colcci para o Verão 2014 e uma das “angels” da grife de lingerie de luxo Victoria’s Secret.

Atual 15º lugar na lista de modelos mais sexy do mundo e ex-namorada do ator Leonardo DiCaprio, Erin nem sempre esteve confortável consigo mesma. “Nunca me senti muito bonita ou feminina”, disse a modelo em entrevista ao UOL na tarde desta quinta-feira (21). Ficar à vontade com o próprio corpo veio só depois do trabalho como modelo e é algo que ela quer passar às mais jovens. Ser um exemplo para as novas gerações é uma responsabilidade das modelos hoje em dia, acredita
 
Para poder se dedicar à carreira, Erin teve de largar o time de basquete na escola, mas afirma que o esporte foi fundamental para sua formação. “Ser atleta foi uma ótima maneira de ganhar confiança. Não tinha nada a ver com a minha aparência”, falou.
 
Apesar de ainda se sentir uma “moleca” por dentro, Erin aprendeu a brincar com o seu lado mais feminino. “Acho que todas as mulheres e meninas têm de se apoderar de seu lado feminino. É algo que temos dentro de nós. Demorou um tempo, mas aos poucos consegui desenvolver o meu lado sensual mais selvagem”. As lingeries são, segundo ela, um ótimo meio de exercitar essa faceta.
 
“Para mim, lingerie é como maquiagem, você pode brincar com diferentes peças e estilos, assim como você pode usar ou não rímel”, afirmou. É uma maneira íntima de interpretar diferentes personagens: esportista, sexy, clássica etc. “É fascinante.”
 
Moda praia
 
As cores fortes são as favoritas de Erin quando o assunto é moda praia, com combinação de estampas em diferentes padronagens. “As cores fortes ficam ótimas no sol, com a pele bronzeada. Faz com que você se sinta mais fresca”, disse.
 
Em relação à modelagem, a top é rápida: “gosto dos brasileiros!”. Sua primeira experiência com uma parte debaixo menor foi proporcionada pela amiga Candice Swanepoel, “angel” que namora um brasileiro e esteve no país no ano passado também para o desfile da Colcci. 
 
“Ela trouxe um biquíni brasileiro de presente uma vez. Foi... diferente”, disse, dando a entender que levou de um tempo para se ajustar ao tamanho da peça. 
Topo