Moda

Clô Orozco: "Sempre me preocupei em ser contemporânea"

 Zanone Fraissat/Folhapress
Estilista Clô Orozco foi encontrada morta na frente de seu prédio em SP nesta quinta (28) imagem: Zanone Fraissat/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

A estilista Clô Orozco, dona das marcas Huis Clos e Maria Garcia, morreu na manhã desta quinta-feira (28). Conhecida por seu estilo minimalista e arquitetônico, a designer, formada em sociologia e política, aprendeu a confeccionar roupas com uma tia que era dona de um ateliê de alta costura.

Criada em 1977, a grife Huis Clos, segundo Clô, nasceu de um jeito “muito hippie”. “No começo, eu fazia uma coleção que usava muito tie-dye, que era moda naquele momento”, lembra a estilista em entrevista para UOL Moda publicada em 2009, em que ela contou sobre os bastidores das grifes Huis Clos e Maria Garcia. No entanto, com o passar do tempo, a estilista foi encontrando o seu estilo próprio: “Sempre tive uma vontade de tirar as coisas do lugar clássico. A preocupação em trazer para o contemporâneo sempre foi uma coisa minha.”
 
Na ocasião, Clô ainda abriu as portas da fábrica onde confeccionava as peças das marcas. Preocupada com a qualidade das roupas, a estilista optou por ter fábrica própria para acompanhar de perto a criação das peças. Assista, abaixo, a entrevista na íntegra, assim como desfiles e outros bate-papos que a estilista já concedeu ao UOL:
$!$render-component.split('/')[$math.sub($render-component.split('/').size(), 1)]
Topo