Moda

Os cintos metalizados da Helô estão com tudo; saiba como combinar

Divulgação
A personagem Helô, de "Salve Jorge", tem um dos figurinos de maior sucesso na programação atual da TV. Entre os hits usados por Giovanna Antonelli na novela global estão os cintos metalizados, usados em duplas ou com duas voltas. Veja a seguir algumas combinações inspiradas nos looks da personagem e copie imagem: Divulgação

Danielle Cerati

Do UOL, em São Paulo

Não é de hoje que a ficção inspira a vida real e vice-versa. Um exemplo campeão de pedidos na Central de Atendimento ao Telespectador da Rede Globosão os looks da Helô, personagem vivida por Giovanna Antonelli na novela "Salve Jorge". Entre os destaques, estão os cintos usados pela atriz, os quais assumiram o papel de protagonistas nesta temporada, especialmente os de couro com detalhes de metal, texturizados ou com aplicação de pedrarias, colocando produções simples e casuais, como a dupla calça jeans e camisa, no status fashion.

Mais finos ou mais grossos, não importa: o que vale é usá-lo sozinhos ou em dupla para criar um visual digno de estrela. “Apesar dos mais grossos estarem em evidência, os finos ainda possuem seu espaço e continuam aparecendo nas composições”, destaca Katia Stocco, estilista e sócio-fundadora da MyGloss. À venda em diferentes lojas de acessórios, a peça faz sucesso também em centros de moda popular como o bairro do Bom Retiro, em São Paulo, tomando as barracas de comércio informal.

Aprenda abaixo como fazer bonito na hora de apostar nesta tendência que deve durar um bom tempo após o fim da novela.

Raio-x

Você que é antenada deve apostar nos cintos entre 2 e 3 cm de largura. É o que indica Marcele Goes, consultora de imagem pessoal e corporativa. Mas há outros pontos a serem considerados para investir no acessório da vez, como a quantidade e a metragem. “Os cintos estão sendo usados de duas maneiras: em duplas ou com duas voltas, quando ele já vem com comprimento suficiente para isso. O passante pode ser coberto por ele ou não”, explica Marcele.

Na hora da combinação

Se você não tem a peça do tamanho que precisa, não tem problema. O segredo do sucesso está na escolha de cores, materiais e acabamentos. “Para usar dois cintos é importante que eles combinem entre si. No caso da personagem, a opção pelo mix de caramelo com dourado funciona bem”, ensina Marcele Goes.

Outra sugestão é brincar com as texturas. “Se o primeiro é de couro liso com uma fivela grande de metal, o outro pode ser de couro trabalhado com tachas e ter uma fivela menor”, indica Katia Stocco. Na dúvida, opte sempre pela mesma nuance nos dois cintos para não errar.

Produção harmoniosa

Por serem versáteis, os cintos caem bem em praticamente qualquer artigo do seu guarda-roupa, especialmente em peças inteiriças, como macacões e vestidos, pois definem a altura da cintura, que  pode ser no lugar ou um pouco mais para baixo. Tudo depende do efeito que deseja criar. No caso de calças, saias e bermudas, o ideal é compor com blusas de caimento fluido para colocá-las por dentro e afofá-las suavemente para dar ênfase ao cinto.

Valorize seu corpo

Para fazer do cinto seu aliado e não um vilão, aprenda a usá-lo da maneira correta para destacar seus pontos fortes e disfarçar o que não a favorece. “Eles atraem a atenção para a cintura ou quadril, dependendo do posicionamento. Um truque bacana é usá-lo com uma terceira peça, como um blazer. A alfaiataria disfarça bem possíveis quilinhos a mais”, aconselha Adriano Nunes, consultor de moda.

Sinal vermelho para  quem tem o corpo tipo oval (quando a largura da cintura é maior do que a dos ombros e quadris), uma vez que o acessório adiciona mais volume à região. Já para quem é ampulheta (ombros e quadris têm a mesma medida, sendo a cintura mais estreita), o cinto pode ser tanto na cintura real quanto mais abaixo.

As mulheres triângulo invertido (os ombros têm medida maior que a cintura e o quadril) podem abusar das versões largas posicionadas no ossinho da bacia, pois proporciona um equilíbrio visual de medidas. Para as com pouca ou nenhuma cintura, o uso é livre, já que o cinto tem a função de criar curvas. Por fim, quem tem muito quadril, o ideal é usar o cinto na cintura, marcando-a bem e jamais na altura do quadril a fim de não desequilibrar mais a proporções.

Topo