Moda

Em busca de sucesso, moda brasileira foca nos tapetes vermelhos gringos

Getty Images
Katy Perry, Jennifer Lopez e Rihanna estão entre as famosas que elegeram looks brasileiros para eventos e tapetes vermelhos imagem: Getty Images

Caroline Pereira

Do UOL, em São Paulo

Estilistas brasileiros quebram a hegemonia de países como França e Itália enquanto percorrem o caminho para se tornar favoritos de celebridades internacionais. O vestido que se tornou um dos símbolos do noivado da princesa Kate Midleton, por exemplo, foi desenhado pela estilista brasileira Daniella Helayel, na época à frente da Issa. A duquesa de Cambridge puxa uma fila de fãs que só crescem em admiração e número pelas criações verde e amarelas. Alexandre Birman, Carlos Miele, H.Stern, Camila Klein e Barbara Casasola engrossam a já numerosa lista de nomes que levam o tempero brasileiro à mistura fashion mundial.

Graças à ascensão econômica das últimas décadas, o Brasil tem chamado atenção do mundo ao apresentar, a admirados curiosos, a cultura e o estilo de vida nacional. A moda também segue esse embalo levando estilistas do país às grandes passarelas, lojas e tapetes vermelhos mundiais. O "boom" da moda brasileira que teve início nos anos 1990 com a criação e consolidação de cursos de moda e o incentivo a produção também entra nessa conta e ainda pode ser considerado como um dos responsáveis pelo incentivo, revelação e exportação de muitos talentos.

Cantoras pop como Katy Perry, Rihanna e atrizes de Hollywood, tal qual Blake Lively, são praticamente vitrines ambulantes quando o assunto é moda. Formadoras de opinião e de estilo em escala global, o que as belas mulheres usam vira hit quase instantaneamente. Para um estilista, vestir uma dessas beldades pode ser mais importante até do que um desfile ou uma campanha publicitária. "A imagem delas repercute no mundo inteiro", confirma Carlos Miele.

Os caminhos para chegar ao guarda-roupa das estrelas são muitos, mas nenhum deles escapa da soma: talento mais inovação e qualidade. Garantindo este tripé cada marca tem uma história rumo à fama internacional. Alexandre Birman foi cauteloso com o planejamento antes de se aventurar com sua marca homônima, existente desde 2008, em terrenos estrangeiros. "Desenhamos uma coleção cujos diferenciais foram os materiais exóticos, mão-de-obra impecável e estilo feminino", lembra.

Entre as que já calçaram suas criações estão nomes como Kate Hudson, Miranda Kerr e Leighton Meester. Uma característica comum nas coleções da grife é a preocupação com conforto e feminilidade.

A já tradicional H.Stern iniciou sua trajetória internacional estrategicamente aproveitando a rota dos passageiros que chegavam ao Brasil pelo oceano em 1947, inaugurando a primeira filial no Uruguai. "Hans Stern [criador da marca] foi um dos primeiros a desenvolver o trabalho com as pedras brasileiras, esse foi um de nossos primeiros diferenciais", explica o embaixador da marca, Christian Hallot.

As criações da grife já agradaram a atriz Scarlett Johansson e a cantora Fergie, do grupo Black Eyed Peas. O processo criativo consiste em uma profunda imersão no objeto escolhido para encontrar a essência da brasilidade sem cair no caricato.

Assim como H.Stern, a lista de famosas fãs do trabalho de Carlos Miele é grande. Florence Welch, Beyoncé, Blake Lively, Rihanna e Jennifer Lopez são alguns dos nomes que desfilaram as criações de Miele em shows e eventos. A combinação de artesanato e luxo é um dos pontos fortes da marca. "Eu sou inspirado pela exuberância da cultura popular brasileira, a beleza especial de nossas paisagens naturais, da biodiversidade e da miscigenação de nosso povo", completa.

Feiras internacionais que reúnem o que há de novo no luxo das joias foi o caminho trilhado por Camila Klein para levar sua marca para fora do país. O trabalho da designer mistura texturas, pedras e cores em uma leitura contemporânea do Brasil. Ele está presente nos cinco continentes, inclusive nas lojas Swarovski Crystallized. "A transformação e a inovação de combinações de texturas, cores e materiais trazem contemporaneidade e sofisticação a 'fashion jewellery'", explica Camila.

A consagrada loja francesa Le Bon Marché reúne neste ano o melhor do trabalho brasileiro, e teve Camila entre suas escolhidas. A designer comemora o reconhecimento e trabalha em uma coleção especial para a mostra. "Criamos uma coleção que é contemporânea e traz o trabalho artesanal com peças icônicas da marca, como os anéis de botão", detalha.

Rob Zangardi, um dos stylists mais poderosos de Hollywood, é responsável pelo look de beldades como Gwen Stefani , Rihanna, Shakira, Britney Spears, Cindy Lauper e Pink. Ele declarou sua grande admiração pelos estilistas brasileiros que contemplam a modernidade e conseguem despertar o lado sexy e sofisticado das mulheres. "Todas as mulheres que tem classe, atitude e sex appeal são perfeitas para desfilar com peças de estilistas brasileiros", completou.

Barbara Casasola, outro talento nacional, se inspira no movimento modernista para suas coleções. Recentemente a atriz Gwyneth Paltrow foi a uma das coletivas de imprensa de "Homem de Ferro 3" vestindo um macacão da coleção Inverno 2013/14 de Barbara. "Foi uma grande honra vê-la usando a minha peça. Ela é uma das atrizes que, fora das telas, representa o estilo e criatividade da mulher forte, estilosa e global para quem eu procuro criar", revelou a estilista gaúcha.

Evoluída e com mais personalidade, a moda brasileira avança ganhando respeito no cenário mundial juntamente com o status de "país da vez", cujo jeitinho tão característico conquista fãs no mundo inteiro. "Acredito que daqui a uma década o Brasil possa ocupar o espaço que a Itália possui hoje na moda", prevê Carlos Miele. A stylist brasileira Ana Wainer também aposta na qualidade do trabalho realizado por aqui. "Nós temos grandes exemplos de trabalhos competentes por aqui", comentou. 

Topo