Moda

Perca o preconceito e invista em uma bolsa masculina

Getty Images
As marcas internacionais têm investido em diferentes tipos de bolsas masculinas. Há modelos para carregar na mão, com alça ou a tiracolo imagem: Getty Images

Ricardo Oliveros

Do UOL, em São Paulo

A vida do homem contemporâneo, marcada pelo uso de aparelhos digitais, como smartphones, tablets e notebooks, fez com que os bolsos das roupas não fossem mais suficientes para carregar seus pertences diários. A indústria da moda percebeu este fenômeno e passou a oferecer modelos de bolsas que vão além das mochilas e das tradicionais pastas executivas. O desafio é fazer com que os rapazes consigam vencer o preconceito de achar que bolsa é coisa de mulher. A coluna Hora H desta semana ajuda a mudar este conceito.

Para começo de conversa, a bolsa, nos seus primórdios, era coisa de homem. Não se tem uma data específica de quando foi inventada, mas há desenhos nas pirâmides do Egito antigo, que mostram pessoas carregando sacos presos à cintura. Este modelo foi evoluindo até a Idade Média, quando as peças masculinas eram maiores que as femininas. Feita em couro, era uma peça tão valiosa, que fazia parte dos testamentos. Foi somente no século 19 que o termo “handbag” (bolsa de mão, em inglês) surgiu para designar a bagagem de mão usada por homens em viagens. No final do mesmo século é que a moda de bolsas femininas começou a surgir com força e se tornou um dos maiores itens de desejo das mulheres, enquanto que os bolsos em calças e casacos masculinos ficaram cada vez mais populares.

Na década de 1970, as bolsas masculinas voltaram a ser lançadas, muito devido ao conceito unissex que surgiu na época. A partir dos anos 1990, marcas investiram na variedade de modelos e criaram termos como “man purse” (bolsa masculina) ou a contração “murse”, mostrando como a peça esteve muito ligada ao mundo feminino. Nos desfiles de marcas internacionais, elas são apresentadas com destaque a cada temporada, e nos últimos anos modelos de mão já podem ser encontrados em grandes magazines a preços mais acessíveis.

Conheça os modelos de bolsas masculinas que estão em alta e saiba como usá-los

1. Carteiro

O modelo mais aceito por homens é a bolsa carteiro (“messenger bag”, em inglês), que de fato foi usado por carteiros na Inglaterra desde o século 19. O atual desenho tem sua origem em 1950, na bolsa feita por Frank De Martini em lona de algodão com revestimento à prova d'água e tinha uso exclusivo pelos operários de serviço telefônico de Nova York, que precisavam das mãos livres para subir nos postes e, ao mesmo tempo, carregar inúmeras ferramentas. Em 1984, John Peters redesenhou a bolsa De Martini para seu modelo atual.

Atualmente, temos as versões informais de lona, náilon ou as mais elegantes de couro. Estas últimas podem ser usadas por homens de terno e gravata, apesar de alguns especialistas serem contra a opção, pois a alça transversal pode amarrotar a gravata. Já com blazer e camisa você pode optar por um modelo mais elegante, em couro, ou mais casual, em lona. Ambos os modelos também podem ser usadas de forma descontraída com jeans e camiseta.

É boa opção para quem precisa carregar mais itens no dia a dia, como notebook, celular, chaves do carro e da casa, carteira e pequenos objetos variados. 

2. Pasta envelope (“clutch” ou “pouche”)

É um modelo que substitui a pasta executiva feita para transportar documentos, sem alça, ou com pequena alça de mão, que ganhou destaque nos últimos desfiles masculinos de Primavera/Verão 2014 em Milão e Paris. Lembra de longe as antigas capangas, que é uma carteira maior com alça, e que depois virou símbolo de cafonice. Repaginadas por grifes de luxo, os modelos em couro são ideais para homens que usam terno e gravata, mas os jovens europeus têm adotado o acessório de maneira mais descontraída.

Dependendo do tamanho escolhido, o acessório pode transportar ultrabooks, tablets, smartphones maiores, além de chaves e carteira.

3. Bolsa de mão (“carryall”, algo como "carrega tudo", em inglês)

Estão entre os modelos mais difíceis de se combinar para os homens, porque lembram muito as bolsas femininas. São parecidas com malas de viagem em tamanho menor, e muitas marcas adotaram uma alça maior a tiracolo, para ficarem mais próximas do modelo carteiro. É feita para ser carregada na mão, evitando o uso no antebraço ou ombro, por ficar mais feminino. Elas combinam com conjuntos mais descolados, como blazer ajustado, calça jeans, polos e camisetas.

Pelas dimensões, são ideais para tablets, smartphones maiores, chaves, carteira, e pequenos objetos.

4. Sacola (“tote bag” ou “shopper”, em inglês)

É outro tipo de bolsa polêmica, tanto pelo tamanho maior do que os outros modelos, quanto por ter que carregar na mão. Assim como as bolsas de mão, os homens devem evitar pegá-las pelo antebraço, mas podem ser usadas nos ombros, devido às suas dimensões. Os modelos em couro podem ser usados por homens de terno e gravata, mas como são produzidos na sua maioria por marcas internacionais, o preço é bem alto. As peças em náilon ou tecido são mais em conta e combinam com roupas casuais.

As sacolas são ótimas para quem precisa carregar mais coisas, porque são bem espaçosas e permitem até pequenas compras, além de carregar os aparelhos eletrônicos, como notebooks, tablets, smartphones, e outros objetos. 

Topo