Moda

Designer das mais copiadas, francesa não tem medo das réplicas

João Sal/Divulgação
A designer de acessórios francesa Shourouk posa no jardim da casa de Alessandra Campiglia, onde foi realizado brunch para lançamento de sua coleção em parceria com a Swarovski (09/10/2013) imagem: João Sal/Divulgação

Fernanda Schimidt

Do UOL, em São Paulo

A designer francesa Shourouk é criadora de alguns dos acessórios mais copiados pelo mundo. Questionada sobre sua relação com as réplicas, cita Coco Chanel. “Ela disse: ‘eu crio um estilo, não posso prendê-lo no meu bolso. Ele está lá fora, nas ruas’. É o mesmo comigo: se as pessoas querem me copiar, tudo bem. Fui eu que criei e sinto orgulho disso”, disse em entrevista ao UOL durante lançamento em São Paulo de sua coleção criada em parceria com a Swarovski nesta quarta-feira (9).

São dela aqueles colares opulentos, com flores prateadas e cristais em cor esmeralda, acompanhados por brincos, anéis, tiaras e braceletes no mesmo estilo, entre tantas outras peças que ganharam as ruas em versões mais baratas. “Reconheço imediatamente quando [o design] é meu. Sou uma designer e uma pessoa muito criativa, não tenho medo das cópias. A cada temporada venho com novas ideias, a minha mente ainda nova e fresca”, disse Shourouk, 33, nascida em Paris e descendente de tunisianos.

Ela acredita que as joias e os acessórios ajudam a contar ao mundo sobre a sua personalidade. O mix de peças chamativas que usa cotidianamente a fazem brilhar, contou. “Gosto que as pessoas me vejam, quero mostrar que sou acessível. Na vida, precisamos ser ensolaradas e ter brilho”, afirmou. Shourouk  acredita que cada pessoa tem de achar o que a deixa bonita e confortável, sejam peças pequenas ou várias maiores.

O excesso, no entanto, tem de ser evitado pelos homens “para que não pareçam fantasiados”. Segundo ela, os que gostam de investir nos acessórios podem optar por sapatos bordados com paetês ou broches para decorar uma gravata-borboleta. “Gosto de homens elegantes, mas também admiro quando saem um pouco do óbvio. Eles ficam com medo de que sejam vistos como gays, mas não tem nada disso. É questão de estilo”, falou.

  • João Sal/Divulgação

    Peças da linha "Secret Treasures" criada por Shourouk para a Swarovski

Joias e bijuterias mais bem trabalhadas podem ser bastante caras, mas para a designer não é preciso ir atrás das cópias. Ela dá uma alternativa: “as pessoas que não tem muito dinheiro devem ir ao mercado de pulgas, que costuma ter coisas interessantes e por um preço baixo”. Shourouk contou que, quando ainda era estudante, achou uma peça vintage da própria Swarovski em uma dessas feirinhas de usados e a guardou como um tesouro.

  • Divulgação

    Campanha da Shourouk com os cobiçados colar, brinco e tiara em verde esmeralda

Outra sugestão é fuçar nas gavetas da mãe e avós, boa fonte de peças antigas e com um toque a mais: a bagagem emocional. “Adoro essa ideia de dar para uma filha ou pessoa querida um pedaço da sua família”, disse.

As lojas da Swarovski no Brasil receberão toda a linha criada por Shourouk, com preços que variam de R$ 452 a R$ 2.700.

Já as peças de sua marca própria estão à venda pela internet com entrega internacional.

Topo