Moda

Peça do inverno será escolhida pela Globo, diz Gloria Coelho; veja apostas

Avener Prado/Folhapress
A estilista Gloria Coelho afirma que é a Rede Globo quem dita o que as pessoas vão querer vestir no inverno imagem: Avener Prado/Folhapress

Caroline Pereira

Do UOL, em São Paulo

“O que vai pegar no inverno depende da Globo”, afirmou a estilista Gloria Coelho durante um desfile no último dia de São Paulo Fashion Week, quando questionada sobre o que seria tendência no próximo inverno. Assim como Gloria, outros estilistas não arriscam muito quando o assunto é prever o futuro.

Alexandre Herchcovitch, que desfilou coleções feminina e masculina durante a semana de moda, também não tem muitas certezas sobre aspectos pontuais que vão estar na moda no ano que vem. “Acho difícil dizer alguma coisa especifica que vai pegar, há muito tempo é assim. Todo mundo usa de tudo, tem muita oferta no mercado”, explicou.

Mesmo com uma aposta mais generalista, Herchcovitch diz que vem percebendo o uso de blusas mais largas entre as mulheres. “Tenho visto algumas pessoas vestindo casacos, tipo de lã, mais largos, às vezes até masculinos. Essa pode ser uma tendência”, diz.

Pedro Lourenço, que retornou para o calendário da moda brasileira, defende a liberdade do consumidor para se inspirar na hora de se vestir. “A moda não é gerada por mim nem pelos outros estilistas, ela é gerada pelos desejos do consumidor, se eles estão mais inspirados, a gente fica mais inspirado”, falou. Para acompanhá-lo durante os dias frios, o estilista escolhe o cashmere. “O mundo está tão maluco, tem inverno que faz calor, verão que esfria, não dá para sair de casa sem um cashmere que esquenta bem e é sempre elegante”, sugeriu.

Uma das maiores especialistas em moda no Brasil, Costanza Pascolato, não acredita que as passarelas gerem muitas tendências populares em um primeiro momento. Mas, observando os corredores do evento, aproveita para dar um palpite: “A saia evasê vai estar bem popular, acredito, pois cai bem no corpo da mulher brasileira, tanto cumprida quando mais curtinha. Já vi as blogueiras usando, elas são uma das as referências hoje em dia", completou. Para o inverno, Costanza elege uma nova preferência pessoal, as jaquetas bomber.

  • A atriz Fabiana Karla não deixa de lado um bom trench coat no inverno

As preferidas dos famosos

Mesmo não criando roupas e desfiles, os artistas que passaram pela semana de moda também aproveitaram para escolher seus favoritos de inverno. Na contramão de uma estação de roupas mais escuras, a cantora paraense Gaby Amarantos escolhe as cores. “Minhas peças de inverno são divertidas, eu customizo, procuro coisas que tenham alegria e brilho”, disse.

Os casacos são a paixão da apresentadora Sabrina Sato, que varia entre tamanhos e formatos. “Amo casacos. Uso todos os tipos, blazers, alguns gigantes por cima do ombro, no braço, todos são lindos”, afirmou. A peça também é escolha de Mirela Santos, complementada com a pashmina. “Essa dupla esquenta muito bem”, indicou.

Ainda na ala dos casacos, a atriz Fabiana Carla, de "Amor à Vida", é fã do clássico trench coat. Para acompanhá-la durante o inverno, ela não abre mão de um "wrap" (espécie de manta) enrolado ao corpo. “Acho o trench coat chique e o wrap prático”, completou. Fã de Ronaldo Fraga, a cantora Zélia Duncan usa a moda de uma maneira despojada. “Procuro andar confortável, para o frio eu escolheria um cachecol”, contou.

Admiradora de Gloria Coelho, a jornalista Rosana Jatobá prefere um estilo elegante, sofisticado e escolhe peças atemporais. Para o frio, nada mais clássico do que um cashmere a tira colo. “Fica bom com tudo, até com um look back tie”, explicou.

Entre os rapazes, a jaqueta de couro foi preferência absoluta do músico Júnior Lima e do ator Felipe Tito. “A minha jaqueta de couro praticamente anda sozinha, é a minha peça preferida para o inverno”, explica Júnior. Tito, apaixonado por motocicletas desde criança, não se separa da peça há quase uma década. “Tenho uma há uns oito anos e não largo”, lembra.

Como usar

Aproveitando as dicas das celebridades, o stylist Daniel Ueda deu algumas dicas de como incorporar com estilo as sugestões. “Jaquetas de couro vão com tudo: jeans, shorts, saias, vestidos. É uma peça coringa que funciona muito bem”, explicou. Para sair da monotonia, ele indica a mistura da jaqueta "perfecto" com calça "boyfriend", inusitada, porém estilosa. A jaqueta bomber, escolha de Costanza Pascolato, segundo ele, fica legal acompanhada de saia curta e camiseta básica.

Já cachecóis, mantas e pashiminas, que também são preferência entre muitos famosos, ficam melhor quando usados discretamente. “Acho interessante usá-los como destaque no look, mas prefiro que fiquem harmônicos com a cartela de cores do visual todo, mais discretamente”, disse.

E se ele aposta em alguma peça para homens e mulheres no inverno? “Moletom, para os dois”, defende. Para não ficar com cara de pijama ou aula de educação física, vale acrescentar um pouco de ousadia e gerar resultados interessantes. “Acho que fica muito legal usar uma blusa de moletom com uma saia mídi ou no joelho e um salto”, descreve. Levar o moletom para ocasiões mais formais, combinadas com peças mais sóbrias, segundo Ueda, também pode. “Por que não?”, questionou.

Topo