Moda

Especialistas dão dicas para combinar acessórios

Getty Images
Esqueça alguns mitos, como não usar peças douradas com prateadas imagem: Getty Images

Marina Oliveira e Thaís Macena

Do UOL, em São Paulo

Bijuterias são peças tão apaixonantes que, sem o devido cuidado, podem ser combinadas  com afinco demais, o que pode resultar num visual moderno, mas também pesar a produção. “O truque é escolher apenas uma para ser o ponto focal do look. Se eu quero um colar grande, por exemplo, posso combinar com brincos pequenos. Se a ideia é utilizar anéis grandes, fico com pulseiras discretas e por aí vai”, explica a consultora de moda Maria Pia Brunoro Cury.

Se decidir por exibir vários acessórios juntos, a dica da estilista Renata Negrão é usá-los em diferentes partes do corpo, ou seja, nem tudo do pescoço para cima e nem tudo nos braços e mãos. “Quanto mais distante estiver um acessório do outro, melhor”, diz.

A escolha das peças deve respeitar o estilo pessoal. “Se você faz a linha esportiva, por exemplo, os acessórios rústicos em madeira, couro ou prata são os que harmonizam melhor com essa descontração”, afirma Renata Gadelha, especialista em imagem e comunicação pela PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro).

Aquela história de que dourado não combina com prateado deve ser esquecida. Misturar tons de metal tornou-se comum e até desejável, por render visuais originais e criativos. “Só não dá para usar prata e dourado com o mesmo peso, ou seja, é preciso que uma cor predomine. Se eu colocar um bracelete grande em tom de prata, posso combinar com um brinco ou um colar mais discreto dourado. Outra opção é usar um maxicolar dourado com anel e brinco pequeno prateados”, ensina Maria Pia.

Na hora de mesclar peças, também vale escolher aquelas que possuem semelhanças no acabamento, como textura e polimento. “Peças em dourado ou prata fosco costumam ter um apelo mais moderno e contemporâneo”, diz Renata Gadelha. A mesma regra vale na hora de combinar joias e bijuterias com pedraria. “Procure reunir pedras pelo brilho, transparência e nobreza. A semelhança e a tonalidade das cores também devem ser consideradas”, diz ela.

Acessório que valoriza 

Assim como a roupa e a maquiagem, os acessórios certos também valorizam o tom da pele, conforme explicam as especialistas. Peles claras, por exemplo, se destacam com pedras escuras. Enquanto as morenas combinam com cores quentes, como amarelo e vermelho. Já as orientais podem ter sua beleza ressaltada com cores como o verde-esmeralda ou o azul esverdeado.

Os brincos também podem harmonizar com o formato do rosto, conforme explica Renata Gadelha. “Se o seu rosto é redondo, experimente usar peças mais longas. Se é comprido e mais estreito, prefira os modelos largos, como as argolas”. Já os colares ficam mais bonitos ao repetir as linhas do decote da roupa. Assim, se ele for profundo ou em “V”, colares longos vão combinar bem,enquanto decotes redondos pedem colares que acompanham esse desenho. “Decote canoa e tomara-que-caia pedem colares que sigam a linha determinada pelo próprio pescoço, ou seja, mais justos”, explica Renata.

Topo