Moda

Rede de fast fashion cria peça que remete a massacre em faculdade nos EUA

Reprodução
15.set.2014 - Urban Outfitters cria moletom que relembra massacre na Universidade de Kent State, nos EUA, e recebe reclamações na internet imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

Após o caso da Zara, que confeccionou um pijama infantil que lembrava o uniforme usado por judeus no Holocausto, agora é a vez da Urban Outfitters criar peça de mau gosto em sua coleção. A rede de fast fashion colocou à venda um moletom vintage vermelho com o nome Kent State University, em branco, como estampa.

Em maio de 1970, Kent State, segunda maior universidade de Ohio, passou por maus bocados devido a um tiroteio que matou quatro estudantes e feriu outros nove, quando a Guarda Nacional resolveu entrar no campus e reagir aos protestos contra a Guerra do Vietnã que estavam acontecendo por lá de forma pacífica.

O moletom da Urban Outfitters, no valor de US$ 129 (em torno de R$ 300), não só retoma a tragédia, como a aborda de maneira bastante indelicada - fazendo menção, inclusive, com falsas gotas de sangue no trato do tecido.

Após receber diversas reclamações de clientes via redes sociais, a peça primeiramente foi tida como "esgotada", para só depois a grife publicar oficialmente um pedido de desculpas.

“A Urban Outfitters pede sinceras desculpas por qualquer ofensa que o nosso moletom vintage da Kent State possa ter causado. Nunca foi nossa intenção aludir aos trágicos acontecimentos que ocorreram na universidade, em 1970, e estamos extremamente tristes que este item foi interpretado como tal”, diz. A empresa também afirmou que “não há sangue na camisa” e “as manchas vermelhas são descoloração da cor original da peça”. 

A Kent State University também publicou um comunicado repreendendo a postura da marca em querer "ganhar publicidade e lucrar às custas de uma tragédia". "Trata-se de uma peça de mau gosto extremo e que banaliza as vidas perdidas que ainda doem na comunidade de Kent State até hoje", afirma a instituição.

 

Topo