Moda

Semanas internacionais de moda acabaram; veja dez tendências que ficam

Por Patrícia Colombo

Do UOL, em São Paulo

Nova York, Londres, Milão e Paris hospedaram, mais uma vez, as semanas internacionais de moda, exibindo coleções para a temporada Primavera/Verão 2015. Entre o início de setembro e começo de outubro, as maiores grifes de luxo em atuação desfilaram suas linhas "prêt-à-porter" (pronto para vestir, em tradução livre do francês) e apostaram, sobretudo, em uma mulher que sabe ser elegante, sem deixar o conforto e a simplicidade de lado --além de uma certa adoração pelo vestuário dos anos 70, no caso de grifes como Louis Vuitton e Gucci. O UOL Mulher separou dez tendências para que você já possa preparar para o que vai estar na rua em alguns meses.

1) Transparência

Getty Images
Da esquerda para direita: Marchesa, Dolce & Gabbana e Tommy Hilfiger imagem: Getty Images
Sensualizando de Nova York a Paris, o "see through" marcou presença tanto em vestidos com pegada mais romântica, acompanhados de aplicações de elementos florais ou estampas de estrelas (como na Marchesa e a Tommy Hilfiger, respectivamente), a looks com mistura de referências. A Dolce & Gabbana, por exemplo, uniu a leveza da transparência com renda à casualidade do jeans com aplicações de pedraria. Uma boa forma de inserir a tendência no dia a dia.

2) Jeans
Getty Images
Da esquerda para direita: Alberta Ferretti, botas Louis Vuitton e Burberry, que somou o jeans às transparências plissadas imagem: Getty Images
Falando nele, o tecido queridinho do cotidiano foi a aposta de diversas grifes para a temporada. Aparecendo tanto nos vestidos com cara hippie da estilista Alberta Ferretti quanto nas luxuosas botas da Louis Vuitton em Paris, o tecido comprovou sua versatilidade construído de forma plural. A Burberry somou o jeans às transparências plissadas em jaquetinhas tanto peplum quanto em modelo cropped.

3) Estampa floral
Getty Images
Da esquerda para direita: Michael Kors, Carolina Herrera e Fendi - esta última com suas super orquídeas em coleção assinada por Karl Lagerfeld imagem: Getty Images
É Primavera/Verão e as flores estão por todos os lados. Nesta temporada, porém, é a vez das estampas maxi florais, que brilharam nas passarelas tanto de Carolina Herrera quanto do estilista Michael Kors. A pedida é optar pelo minimalismo no que se refere ao visual completo e não exagerar em acessórios na hora de montar os looks. Essa é a temporada da simplicidade.

4) Barriguinha de fora
Getty Images
Da esquerda para direita: o look monocromático da Balmain, o romantismo jovem da Badgley Mischka e a pegada rocker da Diesel imagem: Getty Images
O top cropped acompanhado de peças de cintura alta continua com força nas composições mais luxuosas de vestidos longos de festa e também nas casuais, como em looks com saias lápis, midi, evasê e calças de cintura super alta. Nesta temporada, os cintos grossos vieram para somar elegância, como mostrou a Balmain em sua coleção desfilada em Paris.

5) Babados
Getty Images
Da esquerda para direita: Valentino, Emporio Armani e Miu Miu com seu jabô imagem: Getty Images
 Dando suavidade e movimento às peças ou construído em grande quantidade acrescentando volume, os babados vão bombar na próxima estação.  Na coleção da Miu Miu, ele apareceu como jabô ao centro dos tops e próximo às barras das mangas, na Valentino acrescentou leveza em tons de marshmallow, e na Emporio Armani, em Milão, deu volume a vestidos curtos de um ombro só.

6) Decote "V" profundo
Getty Images
Da esquerda para direita: a leveza e a sensualidade de Guy Laroche, Valentino e Elie Saab imagem: Getty Images
Provavelmente o decote que mais marcou presença nos desfiles da temporada Primavera/Verão 2015 foi o "v" profundo, sobretudo em vestidos longos que certamente figurarão nos tapetes vermelhos das futuras premiações do cinema, da música e do teatro. Sexy e extremamente chic, ele é uma ótima pedida para alongar a silhueta e Guy Laroche, Valentino e Elie Saab não deixaram o artifício de lado.

7) Assimetria
Getty Images
Da esquerda para a direita: Jean-Pierre Braganza, Anthony Vaccarello e Rodarte imagem: Getty Images
Muitas grifes brincaram com as formas de seus looks e apostaram em recortes assimétricos. A marca do estilista Jean-Pierre Braganza trabalhou com tecidos em cores diferentes para intensificar o efeito geométrico e assimétrico, Anthony Vaccarello investiu em minissaias recortadas e a Rodarte apostou nos vestidos com barra assimétrica em comprimento e desenho em Nova York.

8) Franjas
Getty Images
Da esquerda para direita: o balanço de Nicholas K, Giambattista Valli e Céline imagem: Getty Images
O movimento das franjas segue adorado. A marca Nicholas K, em desfile apresentado em Nova York, as aplicou em túnicas de cetim com amarras transpassadas, assim como a Céline acrescentou as franjas nas barras de algumas de suas saias midi em Paris. Volumes de "franjas-canudo" aparecem na coleção de John Galliano e Giambattista Valli brinca com a fluidez em vestidos cheios de recortes de couro branco.

9) Look larguinho
Getty Images
Da esquerda para direita: Stella McCartney, Chanel e Hermès imagem: Getty Images
Com frescor e conforto, as calças apareceram menos coladas no corpo e com bastante balanço. A Chanel trouxe terninhos em tweed com calças largas, Christophe Lemaire, que fez o seu último desfile pela Hermès, em Paris, investiu na modelagem mais ampla também. Stella McCartney apresentou, inclusive, macacões acompanhando a tendência.

10) Nada de salto
Getty Images
Da esquerda para direita: Valentino, Stella McCartney e Chanel imagem: Getty Images
"Estamos falando de moda das ruas e não de tapete vermelho", comentou Karl Lagerfeld ao WWD sobre sua escolha de não colocar saltos na passarela da Chanel nesta temporada. Oxfords dourados com amarrações no tornozelo fizeram as fashionistas babar no desfile da grife. Em outros casos, o conforto também foi a decisão. Stella McCartney desfilou rasteirinhas com amarrações e gladiadoras "pé no chão" e de tiras fininhas compuseram os looks da Valentino.

Topo