Últimas de Estilo de vida

Gisele "fechou um capítulo" apenas nas passarelas do Brasil, diz agente

Do UOL, em São Paulo

Parece que Gisele Bündchen não vai sair de cena tão cedo. Pelo menos é o que sugere sua agente, Anne Nelson, um dia após o desfile de despedida da modelo pela Colcci durante a SPFW. À frente da carreira de Gisele desde 1998, primeiro na Elite Models e a partir de 1999 pela IMG, Anne revelou que recebeu muitos telefonemas devido ao post que a modelo fez em seu Instagram, no dia do, até então, último desfile de sua vida. “Hoje, depois de 20 anos na indústria da moda, é um privilégio fazer meu último desfile por opção e ainda poder trabalhar em outras áreas", escreveu Gisele na rede social.

O que ninguém esperava, muito menos sua agente, era uma chuva de telefonemas por parte de alguns contratantes preocupados, o que a obrigou a fazer um esclarecimento sobre a publicação. “Continuaremos trabalhando em todos os segmentos dentro da indústria da moda e eu, como sua representante, vou levar cada oportunidade para a análise dela”, afirmou Anne ao "New York Times". Anne representa a modelo em Nova York, Londres, Milão e Paris, enquanto sua irmã gêmea, Patrícia, faz o mesmo trabalho no Brasil. A agente admite que Gisele não quer fazer desfiles, no geral. Mas acrescenta que a modelo apenas "fechou um capítulo nas passarelas brasileiras".

“Eu acredito que muitas pessoas ainda vão querer vê-la nas passarelas. Se ela vai aceitar, isso é outra história”, disse Anne, que revelou o lançamento de um livro sobre os 20 anos da carreira da modelo no segundo semestre. "Ela, constantemente, se reinventa e torna-se desejável”, acrescentou Anita Bitton, diretora de casting, que já trabalhou com Gisele em aparições para Alexander Wang e Balenciaga.

 

Topo