Últimas de Estilo de vida

Bota acima do joelho volta com força para a estação; aprenda a combinar

Marcelo Testoni

Do UOL, em São Paulo

A bota cuissarde, também chamada de over the knee (acima do joelho, em inglês), é o hit das passarelas internacionais e apareceu nos desfiles de grifes famosas, como Donna Karan, Antonio Berardi, Alexander Wang e Ralph Lauren. O modelo não é novidade na moda - há 25 anos, a atriz Julia Roberts o consagrou como ícone no filme "Uma Linda Mulher". Entretanto, as modelagens, as texturas e os acabamentos, sim. A apresentadora Sabrina Sato e a cantora Rihanna frequentemente são flagradas usando cuissardes com saias, calças leggings e casacos-vestidos.

Origem

"Cuisse" significa coxa em francês, isso explica porque o acessório é usado no meio das pernas. "A origem remonta ao século 15, quando cavaleiros da Europa medieval adotaram essas botas longas e finas como proteção durante as montarias", explica a consultora de moda Ana Vaz. Há também registros da época das grandes navegações que mencionam piratas que as usavam para esconder itens preciosos.

Na atualidade, o modelo é ideal para os dias frios, pois é versátil e prático: aquece as pernas e ainda acrescenta estilo ao visual. "Quem tem pernas finas e longas pode aproveitar muito bem a tendência. Já as baixinhas ficam melhores com um modelo de salto", comenta a estilista Carol Parisi.

Características
As botas acima do joelho podem ter zíper ou abotoamento nas laterais, ter amarrações ou fivelas como detalhes, e vir sem ou com salto alto, grosso ou fino. "Além de serem aderentes, modelos feitos de camurça, suede ou poliuretano com elastano são mais flexíveis e permitem modelagens elaboradas, com aplicações de franjas e drapeados", comenta Ana. Segundo ela, botas com essas características estão inseridas na proposta slouch boots. O termo "slouch" significa "molenga" em inglês e sugere calçados com cano de textura enrugada e boca mais larga e folgada.

No dia a dia
Combinar é fácil. No caso das saias, as botas ficam ótimas com peças curtas e retas. "Neste caso, gosto muito de coordená-las com casacos ou coletes no mesmo comprimento da saia", explica Ana. "Uma dica para criar um visual mais longilíneo é usar as botas com meias da mesma cor, evitando cortes na silhueta e criando um efeito alongado", ensina Carol. O importante é não deixar a combinação vulgar. Evite meias arrastão ou de renda, pois a cuissarde já é sensual por si só.

"Em se tratando de cores, as apostas são os modelos em tom de cinza e vinho, além das sempre em alta, pretas, marrons e caramelos", destaca Ana. Podem ainda ganhar uma aparência mais moderna e descontraída quando tingidas de verde-jade e azul-safira, que estão em alta. Para realçar a tonalidade e o brilho, principalmente do couro, a limpeza das botas precisa ser feita duas vezes por mês com uma escova com cerdas duras ou um pano seco embebido em um pouco de hidratante para o corpo.

Maneiras de combinar as botas cuissarde sem erro

  • Silhueta valorizada

    Segundo a consultora Ana Vaz, a bota acima do joelho fica bem em todos os biotipos, basta saber usá-la. "Para quem é baixinha ou está acima do peso, valem modelos sequinhos logo acima dos joelhos, rente às pernas, e com salto fino". Quem tem coxas grossas também pode usar. Neste caso, um look monocromático com peças escuras é a melhor opção

  • Texturas equilibradas

    As abas das bocas das botas com aplicações e bordados estão em evidência e garantem uma produção poderosa. Mas deve haver cuidado com o equilíbrio das texturas. Vestidos, casacos e outras peças com bainhas trabalhadas requerem atenção especial na hora de compor o look, para não enroscarem nos detalhes das botas. A dica também serve na hora de escolher roupas de tecidos finos ou artesanais.

  • Pernas em destaque

    A calça skinny possui a modelagem ideal para ser usada com esse tipo de bota, pois é sequinha e não cria volumes indesejados. Para conquistar um visual esportivo e ao mesmo tempo elegante, combine o par com um jeans de lavagem escura. Já as botas com leggings ficam ótimas com camisetas compridas e ponchos de tricô, que deixam o visual leve e despojado para encarar o frio.

  • Feminilidade na medida certa

    As botas combinadas com saias e vestidos não muito ajustados ficam mais elegantes em mulheres com coxas finas. Sempre tomando o cuidado para não exagerar no decote. Lembre-se que o equilíbrio é sempre a melhor escolha, ou seja, se usar um vestido curto, opte por um modelo mais fechado e discreto na parte de cima. Um casaco longo também é uma ótima pedida.

Topo