Moda

Modelos transgêneros ganham agência especializada em Los Angeles, nos EUA

Reprodução/Advocate
Cecilio Asuncion, diretor do braço norte-americano da Apple Models Management, e seu casting de modelos trans imagem: Reprodução/Advocate

Do UOL, em São Paulo

Com o sucesso de Caitlyn Jenner, de Laverne Cox, de "Orange is the New Black", e da australiana Andreja Pejic, parece que os transgêneros estão finalmente ganhando mais visibilidade no showbiz e no mundo da moda. De acordo com a revista norte-americana "Advocate", uma agência especializada em modelos trans vai atuar em Los Angeles, nos EUA. 

Em 2014, a empresa tailandesa Apple Models Management fez história ao se tornar a primeira a criar uma divisão para representar homens e mulheres transgêneros. Para expandir os negócios, a agência abre, ainda nesta temporada, uma unidade na cidade californiana. 

A parte norte-americana da Apple vai ser comandada por Cecilio Asuncion, responsável pelo documentário "What's the T?". No filme, o filipino exalta a existência de manequins trans como Candy Darling, Tula, Octavia Saint Laurent e, no momento, Pejic e Lea T. "Mas o potencial delas nunca foi completamente explorado por causa do tabu acerca da comunidade trans. E isto tem que mudar", falou ao site da revista. 

A Apple já tem seis mulheres transgêneros em seu casting norte-americano e está procurando mais homens e mulheres trans dispostos a posar e desfilar. No Brasil, Renata Montezine vai ser a primeira modelo transexual plus size a participar da Fashion Weekend Plus Size, neste sábado (25). 

Topo