Moda

Fotógrafo faz sessão inspirada em crise de refugiados e causa polêmica

Do UOL, em São Paulo

Enquanto a crise de refugiados da Síria aparece nas manchetes praticamente todos os dias, um fotógrafo de moda achou que seria de bom tom fazer uma sessão de fotos de moda inspirada na situação dos imigrantes ilegais. Claro que as imagens viraram polêmica. 

O húngaro Norbert Baksa, conhecido por seu trabalho para revistas como "Cosmopolitan" e "Playboy", batizou o photoshoot de "A Imigrante". Os cliques foram feitos perto da cerca de arame que fecha a fronteira da Hungria. As modelos aparecem com parte dos seios à mostra, cobrindo o rosto com lenços e o mais controvérso: fazendo selfies com celulares com uma capa com o logotipo da Chanel. 

As fotos, que, de acordo com o artista, são inspiradas em imagens reais de refugiados tentando passar pela fronteira, foram publicadas na página do fotógrafo e em seu Twitter. Pouco tempo depois, elas se tornaram alvo de críticas da imprensa internacional, que o acusaram de glamorizar o problema.

Baksa usou as redes sociais para se defender. "As imagens são resultados de um projeto voluntário para trazer diferentes pontos de vista, abrindo as nossas mentes para outras maneiras de olhar [esta crise]", escreveu o artista. 

Em entrevista ao site "Dangerous Minds", Baksa falou que o objetivo das fotos era mesmo criar controvérsia. "Espero que as pessoas percebam que a situação é bastante complexa e que elas estão tomando lados baseados em informações parciais e incompletas", comentou o artista. "Isto é exatamente o que queríamos mostrar: uma mulher, que é linda mesmo em sua situação precária, algumas roupas de alta qualidade e um smartphone". 

Topo