Moda

Haddad vai de ônibus para desfile de Alexandre Herchcovitch na SPFW

AgNews
O prefeito Haddad acompanhado da mulher, Ana Estela, no desfile de Alexandre Herchcovitch, na Prefeitura de São Paulo imagem: AgNews

Patrícia Colombo

Do UOL, em São Paulo

O que não deveria ser nada de mais considerando a imensa quantidade de brasileiros que se deslocam diariamente usando metrô, trem e ônibus, acabou virando o grande burburinho no primeiro dia da SPFW: fashionistas no transporte público.

Abrindo a 40ª edição do evento que segue na celebração de seus 20 anos de existência, o desfile do estilista Alexandre Herchcovitch, realizado neste domingo (18) no saguão da Prefeitura de São Paulo, teve convites estruturados em um Bilhete Único, abastecidos com o valor de R$ 7 (preço total das passagens de ida e volta). O próprio postou no Instagram por volta das 13h uma imagem sua no vagão do metrô, com a legenda: "Indo para o trabalho hoje de metrô".

 

Indo pro trabalho de hoje de metro.

Uma foto publicada por Alexandre Herchcovitch (@alexandreherchcovitch) em


Fernando Haddad, que esteve presente no desfile acompanhado de sua esposa, Ana Estela, foi de ônibus à Prefeitura. "Cada vez mais as pessoas têm optado pela mobilidade alternativa, seja em aumento do uso de transporte público, seja no aumento de pedestres e ciclistas. Viemos de ônibus. O próprio Alexandre usa bastante metrô no dia a dia dele. É uma forma de olhar a cidade de outra maneira. E quando ele veste as pessoas está tentando também olhar para elas de uma forma diferente. É o mesmo exercício", disse o prefeito.

Patrícia Colombo/UOL
Convite do desfile de Alexandre Herchcovitch com Bilhete Único imagem: Patrícia Colombo/UOL
O estilista Ronaldo Fraga foi prestigiar o colega e elogiou a postura adotada --ele, que mora na Avenida Paulista, se deslocou ao centro da cidade de metrô. "Se não vivermos os espaços públicos e serviços públicos, não viveremos o Brasil real e não cobraremos essas melhorias", comentou. "A maioria aqui não tem filho em escola pública, então essas pessoas não entendem o que é um corte no ensino público. Você só sente o corte na segurança quando quebram a sua loja [Fraga teve sua loja em Belo Horizonte assaltada no início de outubro]. E o raciocínio serve também para o transporte."

Mas teve quem abraçou a sugestão em 50%. "Sabe que eu sou tão desligada que só fui perceber que o convite era um Bilhete Único hoje? [Risos]", comentou a consultora Costanza Pascolato. "Acho que a gente tem que pensar que a moda só alcança as pessoas se ela tiver uma linguagem plural. Essa iniciativa também faz parte da característica que o Alexandre tem de interpretar questões diversas para o trabalho dele. Eu particularmente tenho o privilégio de ter um motorista que trabalha há 18 anos comigo e me leva aos lugares com um pouco mais de conforto."

A jornalista e consultora de moda Erika Palomino "achou a iniciativa ótima", mas teve que deixar o Bilhete Único de lado por questões de look do dia. "Tem gente que acha que só é legal pegar metrô em Paris. Então, quem sabe essa moda [de estimular o uso do transporte público] pega e a gente consegue se mover com mais facilidade", falou. "Mas hoje eu vim de táxi porque estou de salto alto [Risos]."

Patrícia Colombo/UOL
Convite do desfile de Alexandre Herchcovitch com Bilhete Único imagem: Patrícia Colombo/UOL
Topo