Moda

Conheça o cara que todo fashionista quer xavecar para entrar na SPFW

Natália Eiras/UOL
Marcos José da Silva, o Marcão, cuida da entrada da SPFW há 12 anos imagem: Natália Eiras/UOL

Natália Eiras

Do UOL, em São Paulo

Marcos José da Silva, ou o Marcão, como é mais conhecido, é o cara que todo fashionista pouco influente quer “ludibriar”. Ele, há 12 anos, é responsável por definir quem pode e quem não pode entrar na São Paulo Fashion Week, que chega à sua 40ª edição nesta semana. Por ter uma função tão importante, o segurança de Carapicuíba, zona oeste de São Paulo (SP), já ouviu várias histórias “para boi dormir”. “Já sei quem é penetra e quem é convidado”, o profissional contou ao UOL Moda.

De acordo com Marcão, o furão costuma ter uma atitude incerta. “Ele fica perdido aqui na portaria, não sabe como entrar”, ele brinca. “Ele não tem a atitude de quem já tem com um convite”. O look também é um indício. “O penetra vem mais neutro”, pontua o profissional de 37 anos, contrariando a ideia de que aspirante a fashionista exagera no visual.

Enquanto a reportagem conversava com o segurança, pelo menos duas pessoas tentaram entrar no evento sem um convite ou credencial. “Tá vendo? É isso, gente que tem entrada liberada, mas tenta colocar o amigo que não tem para dentro”, ele fala, enquanto diz para o possível penetra ir para a área de credenciamento.

Dinheiro e “beijo na boca” são as moedas de trocas mais comuns ofertadas ao profissional. “Um pessoal de Manaus me ofereceu R$ 500 só para entrar no salão”, conta. Barracos quando a entrada é barrada também são comuns. “Esse povo perde a cabeça”.

Há 15 anos atuando como segurança, ele conseguiu o trabalho de porteiro da SPFW meio sem querer. “Fiz uma edição, eles acharam que eu tinha feito bem e continuei por aqui. Já conheço o trabalho, os repórteres, algumas modelos”. Só a Gisele Bündchen ele viu pelo menos duas vezes, quando trabalhou nas salas de desfile. “Nunca consegui falar com ela, porque ela não ficava tão acessível”, diz.

Mesmo guardando o portal para o evento de moda mais importante do Brasil, Marcão não se interessa pelo mundo fashionista: ele nunca viu um desfile e nem tem interesse, muito obrigado. “Estou aqui porque tenho que trabalhar”.

Veja os melhores xavecos que as pessoas deram para entrar na SPFW, de acordo com os guardas do evento:

1- “Uma mulher disse que estava sendo traída e que queria entrar na SPFW para pegar o marido dela no flagra.”

2- “Um cara veio falando que era da família do Paulo Borges [organizador da SPFW], mas o Paulo estava dentro do lounge e negou tudo.”

3- “Uma ex-BBB pediu para entrar no lounge só para tirar foto com o logo.”

4- “Já me falaram que era convidado, mas que usava um pseudônimo, por isso o nome dele não estava na lista de entrada.”

5- “Me ofereceram R$ 2 mil só para entrar no salão dos lounges.”

6- “Muita gente finge que é estilista. ‘Não sabe quem eu sou?’, eles falam.”

7- “Alguns dão carteirada, dizendo que já participaram do ‘Big Brother Brasil’ ou de ‘A Fazenda’.”
 

Topo