Moda

18 atitudes de clientes que irritam os vendedores de lojas de roupa

iStock Images
Trocar preços na etiqueta, má educação e crianças bagunceiras são algumas das coisas que irritam vendedores imagem: iStock Images

Natália Eiras

Do UOL, em São Paulo

No fim do ano, o shopping se torna um verdadeiro campo de guerra. Compradores disputam entre si por espaço entre as gôndolas e pelas melhores ofertas de Natal. E, no meio desta briga, ficam os vendedores, guerreiros que precisam lidar com tudo isso sempre com um sorriso no rosto. Apesar de prezarem pela boa educação, estes profissionais não têm "sangue de barata" e, às vezes, os clientes abusam da paciência deles. O UOL perguntou a eles quais são as atitudes mais irritantes dos compradores: 

1- "'Caroçar'. Entrar em uma loja sem a intenção de fazer uma compra, mas ainda assim experimentar 200 roupas e sair sem levar nada. O cliente faz o vendedor perder tempo e a vez na fila de atendimento". 

2- "Entrar na loja 'só para olhar'. Roda a vez do vendedor do mesmo jeito". 

3- "Dar patada porque o vendedor perguntou se o cliente precisa de ajuda. Pode ser chato, mas os patrões obrigam a gente a fazer isso sempre". 

4- "Chamar os vendedor por apelidos como 'mocinha'. As vendedoras sempre se apresentam, custa nada decorar o nome por 5 minutos. Estaladinha de dedo para chamar a atenção também não é legal"

5- "Olhar feio e ignorar vendedor quando é abordado na entrada, mas sair reclamando que não foi bem atendido". 

Divulgação
Em "Uma Linda Mulher", a personagem de Julia Roberts também tem seus problemas com vendedores de lojas de roupa imagem: Divulgação

6- "Comprar com outro vendedor mesmo tendo gostado do atendimento do primeiro profissional"

7- "Ficar muito tempo indeciso. Às vezes o cliente experimenta três camisetas e fala que não gostou. Experimente só o que pensa que vai levar para ver se fica legal em você. Não prove produto que você não gostou logo de cara". 

8- "Pegar o produto de uma seção e jogar em outra". 

9- "Deixar os filhos 'encapetados' tocarem o terror na loja e não pedir desculpas. Teve uma criança que me chutou na testa quando eu estava tentando ajudar a mãe dele a fechar um sapato. A mulher simplesmente fingiu que nada tinha acontecido". 

10- "Desorganizar as roupas que estão empilhadas por tamanho". 

11- "Alterar a etiqueta do produto. A pessoa leva uma peça mais barata para o provador e troca, sem arrebentar a tag. Um trabalho bem minucioso para conseguir pagar menos". 

12- "Sujar a roupa pra pedir desconto. Por exemplo, mulher de batom que 'beija' a roupa para dizer que está manchada e quer desconto". 

13- "Pedir um número menor mesmo sabendo que não vai servir. A pessoa sabe que a roupa não vai caber, mas acha um absurdo usar 46, por exemplo. Aí o vendedor dá a peça 44 e pronto, já era a roupa. Fica toda ‘esgarçada’". 

14- "Ficar bravo por não ter uma compra aprovada por já estar devendo dinheiro para a loja".

15- "Sair do provador com todas as roupas emboladas e jogar no colo do vendedor. Ou largar todas elas no chão do provador". 

16- "Tirar selfies no provador para mandar para a mãe e amigos. Isto faz demorar o atendimento e parece que a palavra do vendedor não tem mais utilidade nenhuma ali". 

17- "Pedir para reservar uma peça, falar que vai buscá-la e não dar mais nenhum retorno. A gente acaba perdendo uma venda porque a roupa fica lá parada". 

18- "Ficar nervoso e brigar com o vendedor porque há um limite de peças para levar para o provador". 

Topo