Moda

Bolsa da Gucci ironiza pirataria e vira objeto de desejo de fashionistas

Rperodução/Instagram
Grafite em bolsa da Gucci ironiza a pirataria imagem: Rperodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

Durante a Semana de Moda de Milão, da temporada de Inverno 2016, uma crítica bem-humorada chamou atenção do mundo fashion. A grife italiana Gucci levou à passarela um dos seus clássicos modelos de bolsas de couro. A peça, no entanto, tinha como "estampa" a palavra "real" ("verdadeiro" em tradução livre) em letras garrafais em estilo grafite. 

Reprodução/Instagram
Gucci mostra "bolsa-protesto" em Milão imagem: Reprodução/Instagram
A iniciativa da marca é uma óbvia brincadeira com a pirataria de suas peças e a ironia fez efeito. A bolsa já surge como um dos objetos de desejo da última temporada das principais semanas de moda do mundo. O modelo original da bolsa, sem o grafite, está à venda por cerca de R$ 8 mil no site da marca e a nova versão deve demorar alguns meses para chegar ao mercado.

Recentemente, a polícia italiana descobriu um site internacional que comercializava peças da grife Prada e não é difícil encontrar modelos falsos à venda para todo o mundo. Seria a nova bolsa da Gucci um protesto ou uma alfinetada às fashionistas que alimentam o mercado negro da moda?

 

Topo