Moda

Armani anuncia fim do uso de pele de animais em todas as marcas do grupo

Getty Images
Imagem de desfile da Armani, na Semana de Moda de Milão, em fevereiro imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

O Grupo Armani anunciou nesta terça-feira (22), em comunicado oficial, que deixará de usar peles de animais em peças de todas as suas marcas. Os modelos "fur free" estarão disponíveis no Hemisfério Norte a partir do segundo semestre, quando as coleções do Inverno 2017 desembarcarão nas lojas. 

"O progresso tecnológico dos últimos anos nos permite ter uma série de alternativas a nossa disposição, todas excluindo práticas cruéis e desnecessárias contra animais", declarou o estilista Giorgio Armani. 

A decisão foi tomada em parceria com as organizações The Human Society of the United States e Fur Free Alliance após anos de críticas ao grupo de luxo, que inclui Armani Privé, Giorgio Armani, Emporio Armani e Armani Exchange. 

A HSUS espera que, com a decisão do Grupo Armani, outras grandes grifes abram mão do uso de peles de animais. "A organização chama a atenção de todos os estilistas que, em nome da liberdade criativa, fecham seus olhos para a crueldade por trás da pele", falou o gerente de engajamento corporativo da The Human Society of the United States ao site "WWD". 

 

Topo