Moda

Estilistas em Milão propõem homem dinâmico e colorido

Por Marie-Louise Gumuchian

MILÃO (Reuters) - Desde ternos macios até roupas casuais esportivas, os estilistas na semana de moda masculina de Milão procuraram mais tranquilizar do que provocar, propondo estilos familiares e cores vibrantes para a próxima primavera.
  • AFP

    Modelos mostram looks de Gianfranco Ferre para o verão 2010


A tendência dos desfiles de moda masculina para a primavera/verão 2010, que terminaram nesta terça-feira, foi um misto de alfaiataria e moda casual, com bolsas grandes e sapatos esportivos evocando um tema ligado às viagens.

Uma silhueta enxuta e firme esteve em evidência. Nos desfiles de Gianfranco Ferre e Roberto Cavalli, os ombros eram definidos e as calças, acinturadas e justas. A Bottega Veneta expôs calças em formato de V -- folgadas em cima e justas embaixo --, com camisas e paletós justos.

Com o tempo quente deixando o corpo mais à mostra, Cavalli propôs regatas cavadas e a Dolce & Gabanna mostrou tops abertos com sungas mínimas, também vistas na Versace.

Miuccia Prada, que não costuma ater-se às tendências, rejeitou as cores vistas em outras grifes e apostou nos cinzas, preto e branco numa coleção urbana mostrada numa passarela com pano de fundo monocromático.

O tom também foi urbano no desfile da Empório Armani, que arrancou aplausos em pé de parte do público para o estilista Giorgio Armani. Este apresentou ternos em tons discretos de cinza, com corte justo, ombros definidos e calças com preguinhas na frente e bainhas viradas para cima.

Para sua grife Giorgio Armani, o estilista apostou no clássico: os ternos eram axadrezados ou listrados, e as camisas tinham estampas grandes.

Armani também expôs ternos brancos com tops estampados azuis. O branco também esteve em evidência nos desfiles de Salvatore Ferragamo e Ferre, cujo clima era "à vontade, livre, mas sempre impecável".

Versace e Gucci, cujo clima foi descrito como "resolutamente otimista", iniciaram seus desfiles com homens vestidos de branco ou tons de creme.

A Versace também apostou no conforto, com túnicas desabotoadas e paletós em estilo safári, também vistos nos desfiles de Ermenegildo Zegna e Ferre.
Topo