Moda

Turistas e talento de Galliano trazem nova luz à Dior

Por Sophie Hardach

 

PARIS (Reuters) - A maison Dior registrou um aumento de vendas nos Estados Unidos e na Europa graças ao turismo e ao sucesso do estilista John Galliano, disse à Reuters o diretor executivo Sidney Toledano nesta sexta-feira.

 

A coleção fin-de-siècle de Galliano com austeras jaquetas de montaria e vestidos de sonhos em verde e rosa recebeu elogios de compradores e críticos na semana de moda de Paris nesta sexta-feira (5), enquanto os desfiles da temporada Outono/Inverno 2010/11 seguem em plena atividade.

 

"Todos os mercados emergentes estão indo bem, mesmo a Europa tem mostrado sinais positivos", disse Toledano após o desfile, acenando para a ministra da Economia da França, Christine Lagarde, que estava entre os convidados.

 

"Os Estados Unidos têm melhorado desde o último trimestre. A Europa tem resistido bem -- esses são os países que atraem muitos turistas, temos bonitas cidades", acrescentou.

 

Do lado de fora do desfile da Dior, no parque das Tuileries, celebridades usavam vestidos na altura do joelho com cinto e sobretudos feito sob medida que fizeram da marca uma das favoritas da primeira-dama da França, a ex-modelo e cantora Carla Bruni.

 

Enquanto, no ano passado, muitos políticos franceses se ausentaram dos desfiles de moda e estavam relutantes em serem fotografados, este ano viu-se um retorno do otimismo.

 

Sorridente, Lagarde descreveu as botas compridas e os vestidos finos como "maravilhosos" e "muito ousados" e fez o sinal positivo quando perguntada sobre suas expectativas para as exportações francesas deste ano.

Topo