Moda

Aventura de Lindsay Lohan no mundo da moda acaba após um desfile

Por Sophie Hardach

 

PARIS (Reuters) - A carreira de estilista da atriz de Hollywood Lindsay Lohan terminou após uma única coleção criada para a grife parisiense Emanuel Ungaro, e o mundo da moda ficou dividido entre os que acham que seu trabalho foi um desastre e os que consideram que foi uma injeção de diversão que estava fazendo falta.

  • Reuters

    A estilista Estrella Archs e a atriz Lindsay Lohan ao fim do desfile da Emanuel Ungaro para o Verão 2010

A estilista da Ungaro Estrella Archs, que trabalhou com Lohan na coleção do ano passado, que foi muito criticada, incluindo vestidos que deixavam o bumbum à mostra e adesivos colados em mamilos, como os de strippers, exibiu sua segunda coleção para a Ungaro nesta segunda-feira (8) e disse que Lohan não participou do trabalho desta vez.

 

"A gente tem altos e baixos e aprende muito, mais com os baixos que com os altos", disse Archs a jornalistas no backstage, depois de perguntada sobre as críticas negativas ao desfile do ano passado feito com Lohan, que atuou como assessora artística.

 

Aparentando estar quase em lágrimas, Archs disse: "Sinto que tenho que trabalhar, trabalhar, trabalhar e trabalhar. Venho fazendo isto há muito tempo, com pessoas diferentes e para diferentes maisons, e acho que esse é o melhor remédio."

 

A coleção conjunta de Archs e Lohan acaba de chegar às lojas, mas Lohan voltou a comprar moda, mais do que produzir -- ela foi vista no desfile de Roberto Cavalli, em Milão, e foi convidada ao da Dior, em Paris, na sexta-feira, mas chegou atrasada e perdeu a apresentação.

 

Sem carreira no entretenimento, Archs continuou na Ungaro, para a qual apresentou uma coleção de Outono/Inverno 2010/11 de vestidos com cores de joias, bustiês e calças de estampa de leopardo.

 

Ela pode se animar com o fato de que os varejistas têm sido, no geral, menos avessos a suas criações que os críticos.

 

Torcendo por Lindsay

A butique online net-a-porter.com deixou de comprar peças da Ungaro após a estreia de Lohan, mas outras vêm sendo mais positivas.

 

"Adorei os vestidos curtinhos de seda criados por Lindsay e Estrella. As cores eram lindas, e os vestidos são divertidos, curtinhos e sexy", disse Stephanie Solomon, diretora de moda da Bloomingdale's, à Reuters no desfile da Ungaro.

 

"Estou trabalhando neste ramo há tempo suficiente para entender que não é necessariamente a reação da imprensa que importa mais", disse Solomon, que encomendou peças da coleção de Lohan. "Em última análise, o que importa é a reação dos consumidores."

 

Ela previu que o estilo de Lohan atrairá um público mais jovem. Foi justamente essa a razão pela qual a Ungaro contratou originalmente a atriz, que também é modelo e cantora.

 

Mounir Moufarrige, executivo-chefe da Ungaro na época, esperava que a estrela de "Meninas Malvadas" pudesse injetar vida nova à grife. Moufarrige pediu demissão em dezembro, dois meses após o desfile da coleção de Lohan.

 

Agora, a maison parece estar incerta sobre se deve fazer de conta que a coleção de Lohan nunca aconteceu ou se deve se orgulhar de sua conexão com Hollywood.

 

Uma semana antes do desfile, o departamento de imprensa da Ungaro afirmou que a atriz ainda estava trabalhando como assessora artística. No desfile, Archs afirmou que Lohan não teve envolvimento na coleção.

 

De qualquer maneira, as peças mostradas foram um pouco mais sutis desta vez. Um vestido curto de bolinhas pretas foi acompanhado de sapatos, bolsa e cinto verdes de fibras naturais, e um vestido roxo e rosa vibrante foi usado com sapatos vermelhos.

 

Referindo-se à saída de Lohan, Solomon, da Bloomingdale's, falou: "Não sei se isso faz qualquer diferença. Em última análise, tudo se resume às roupas."

Topo