Moda

Fotos de Irving Penn foram ponto alto de leilão de US$ 9,3 mi

Por Bernard Orr

 

NOVA YORK (Reuters Life!) - As vendas de fotos na casa de leilão Christie's por aproximadamente 10 milhões de dólares, incluindo trabalhos de Irving Penn, mostraram que colecionadores internacionais estão dispostos a pagar preços altos por imagens raras.

 

As fotos de Penn, a maior coleção de seus trabalhos a ser leiloada, foram dadas à sua assistente pessoal Patricia McCabe ao longo de 30 anos. Elas arrecadaram 3,8 milhões de dólares de um total de 9,3 milhões de dólares em três leilões.

 

"O que nós percebemos é que mesmo em época de recessão há de fato um mercado bastante forte para o tipo certo de material," disse Laura Paterson, do departamento de fotografia da Christie's, acrescentando que obras que sejam raras, importantes e de especial procedência vendem, independentemente de o mercado estar bom ou não.

 

As fotos de objetos e pessoas feitas por Penn são visualmente simplistas, mas transmitem uma narrativa profunda. Em geral produzidas em preto e branco, as imagens requerem uma observação mais aprofundada.

 

Broken Egg, Nova York, 1959, foi um surpreendente sucesso, conseguindo 206,5 mil dólares após estimativa original de entre 7 mil e 9 mil dólares. Paterson comentou que colocar uma etiqueta com preço em uma fotografia rara não é uma ciência exata.

 

O fotógrafo francês Eugene Atget's Joueur d'Orgue estabeleceu o recorde mundial no leilão com um preço de venda de 686,5 mil dólares durante as vendas que duraram dois dias, na semana passada.

 

O leilão é um prenúncio bom para o próximo grande leilão da Christie's de arte fotográfica refinada, que será realizado em Nova York, em outubro.

 

(Reportagem de Bernard Orr)

Topo